Soraya usou R$ 95 mi do orçamento secreto, diz jornal

De acordo com a reportagem, a vice de Simone Tebet, Mara usou R$ 19 milhões

ter, 30/08/2022 - 18:59
Marcos Oliveira/ Agência Senado A candidata Soraya Thronicke Marcos Oliveira/ Agência Senado

A candidata à Presidência Soraya Thronicke (União Brasil) e a candidata a vice-presidente na chapa de Simone Tebet (MDB), Mara Gabrilli (PSDB), indicaram quase R$ 115 mi do chamado orçamento secreto. As duas são senadoras. A informação é do jornal Estadão.

De acordo com a reportagem, a presidenciável recebeu R$ 95 milhões e Mara R$ 19 milhões em emendas parlamentares destinadas sem os devidos critérios técnicos.

A matéria aponta que Soraya teve direito a 53 repasses, a maior parte destinada ao setor de saúde e à administração de municípios, já os de Mara não aparecem nos documentos enviados pelo Congresso Nacional ao Supremo Tribunal Federal (STF), e que tornaram públicos os gastos.

A companheira de chapa de Tebet, já definiu a divisão de verbas como “o maior esquema de corrupção do mundo”.

Soraya chegou a publicar, em abril, no Twitter: “Como eu não tenho absolutamente nada secreto, já prestei as minhas informações pormenorizadamente. Espero que os colegas façam o mesmo, pois caso contrário a população sofrerá com o bloqueio dos recursos”.

Embed:

Posicionamentos

Ao jornal, Soraya afirmou: "o que fiz foi dar transparência. Nenhuma das indicações que faço são secretas, dou publicidade a todos os recursos que destino para as políticas públicas do meu estado. Defendo que haja transparência em todos os atos públicos, principalmente no que tange dinheiro público".

Já Mara Gabrilli pontuou defender "a transparência de todos os recursos para que não sejam ‘secretos’ e que os recursos foram destinados para saúde, educação e inclusão social em 2020, no auge da pandemia de Covid-19”.

COMENTÁRIOS dos leitores