Pernambuco amplia estado de calamidade pública até junho

O governador Paulo Câmara não foi convencido pelo plano nacional de vacinação e optou pela extensão do combate à pandemia no estado

por Victor Gouveia qui, 17/12/2020 - 10:44
LeiaJáImagens/Arquivo Pernambuco segue em crescente quanto aos da pandemia, que já acometeu mais de 200 mil pessoas LeiaJáImagens/Arquivo

Sem um plano federal convincente para vacinar os brasileiros, o governador Paulo Câmara (PSB) estendeu o estado de calamidade pública em Pernambuco até o fim de junho de 2021. A decisão foi publicada no Diário Oficial, nesta quinta-feira (17), um dia após o gestor participar da cerimônia de lançamento do plano nacional de imunização, em Brasília.

O decreto 49.959 alega a "inexistência de um cronograma definido de início e de conclusão do processo de imunização brasileira contra o coronavírus", como motivo para a manutenção das normas sanitárias e administrativas no estado.

A determinação tem validade de 180 dias e vigora a partir do dia 1º. Antes, o primeiro decreto foi anunciado em março e renovado em setembro.

Nesta quarta (16), Pernambuco confirmou o agravamento da Covid-19 ao registrar 2.071 novos casos da infecção e 15 mortes. Desde o início das notificações em março, a região acumula 201.851 casos e 9.339 vítimas fatais.

COMENTÁRIOS dos leitores