Deveria sair pelo bem de todos, diz Raoni sobre Bolsonaro

O presidente brasileiro o chamou de "peça de manobra" utilizada por governos estrangeiros para "avançar seus interesses para a Amazônia"

qua, 25/09/2019 - 19:18
Alessandro Dantas Alessandro Dantas

O cacique Raoni Metuktire foi à Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (24) e disse que o presidente Bolsonaro deveria “sair para o bem de todos”.

A declaração de Raoni ocorre um dia após Bolsonaro citá-lo durante discurso na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O presidente brasileiro o chamou de "peça de manobra" utilizada por governos estrangeiros para "avançar seus interesses para a Amazônia".

"Muitas vezes alguns desses líderes, como o Cacique Raoni, são usados como peça de manobra por governos estrangeiros na sua guerra informacional para avançar seus interesses na Amazônia", disse Bolsonaro na ONU.

Raoni respondeu ao presidente Jair Bolsonaro e pediu sua saída do governo.

"O Bolsonaro falou que não sou uma liderança. Ele que não é liderança e tem que sair", afirmou o líder indígena.

Aos 89 anos, Raoni é cacique do povo caiapó e é considerado um dos líderes indígenas de maior renome mundial.

“Antes que algo de muito ruim aconteça, ele [Bolsonaro] tem que sair para o bem de todos", disse Raoni.

​Neste mês, a Fundação Darcy Ribeiro propôs a candidatura de Raoni ao Prêmio Nobel da Paz de 2020 por sua luta pelos povos e pela preservação da Amazônia.

Raoni foi recebido por deputados de oposição e da frente ambientalista em um ato contra as declarações que Bolsonaro.

Em maio deste ano, Raoni fez uma viagem a países europeus e se encontrou com diversos líderes, entre eles o presidente da França Emmanuel Macron e o Papa Francisco.

Embed:

Da Sputnik Brasil

COMENTÁRIOS dos leitores