Bolsonaro sobre queimadas: ‘maior suspeita vem de ONGs’

Presidente voltou a falar sobre as queimadas que atingem a floresta amazônica

qui, 22/08/2019 - 10:48
Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo

Na entrevista matinal que concede ao deixar o Palácio da Alvorada, antes de cumprir a agenda do dia, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) reforçou, nesta quinta-feira (22), que as Organizações Não Governamentais (ONGs) são suspeitas de provocar as queimadas que atingem a região da floresta amazônica há pouco mais de duas semanas.

Indagado por jornalistas se os autores do foco das queimadas poderiam ser os fazendeiros, ele disse que sim, mas não poupou as ONGs.“Pode, pode ser fazendeiro, pode. Todo mundo é suspeito, mas a maior suspeita vem de ONGs”, disparou. 

Nessa quarta (21), Bolsonaro fez as primeira insinuações sobre as organizações ambientais e chegou a dizer que isso poderia ter acontecido porque eles “perderam a boquinha”. "Pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses 'ongueiros' para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que nós enfrentamos", afirmou quando estava de saída do Palácio da Alvorada ontem.

Hoje, o presidente questionou manchetes dos jornais. "Vocês me entrevistaram ontem, vocês viram o que saiu nos jornais? Não é culpa de vocês, passa pelo filtro do editor. Em nenhum momento eu fui e falei, acusei as ONGs. [Falei de] suspeita", disse.

E aproveitou para ironizar: "São os índios, quer que eu culpe os índios? Vai escrever os índios amanhã? Quer que eu culpe os marcianos? É, no meu entender, um indício fortíssimo que esse pessoal da ONG perdeu a teta deles. É simples."

Para Bolsonaro, como as ONGs perderam dinheiro, agora “tem que tentar fazer o que? Tentar me derrubar". 

Ao ser questionado se tinha provas sobre o envolvimento das organizações, ele negou. "Não se tem prova disso, meu Deus do céu. Ninguém escreve isso, vou queimar lá, não existe isso", disse.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), essa é a maior queimada que a região amazônica está sofrendo nos últimos cinco anos. Além da Amazônia, áreas do Pantanal também já foram atingidas pelas chamas.

COMENTÁRIOS dos leitores