Marina Silva: "Ou governo muda, ou retaliação aumentará"

A ambientalista criticou o Governo Federal pela suspensão de investimentos da Noruega no Fundo Amazônia

por Pedro Bezerra Souza qui, 15/08/2019 - 17:39
RafaelBandeira/LeiaJáImagens/Arquivo Marina Silva foi candidata nas eleições presidenciais em 2018 RafaelBandeira/LeiaJáImagens/Arquivo

A ambientalista Marina Silva (Rede) afirmou que é preciso o governo do presidente Jair Bolsonaro repensar seu posicionamento com relação ao meio ambiente, ou as ‘retaliações’ vão aumentar.

Nesta quinta-feira (15), através de seu perfil oficial no Twitter, a ex-ministra do Meio Ambiente do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) repercutiu a decisão da Noruega de suspender repasse de dinheiro para o Fundo Amazônia.

"Ou o governo repensa sua postura retrógrada, ou as retaliações só tendem a aumentar. O presidente e o Ministro do Meio Ambiente continuam fazendo o desserviço de atacar quem historicamente tem ajudado o país a proteger o patrimônio ambiental brasileiro", comentou.

Em sua publicação, Marina direcionou suas críticas a Bolsonaro e ao ministro Ricardo Salles. O repasse suspenso pela Noruega era de 300 milhões de coroas norueguesas, o que equivale a R$ 133 milhões.

A decisão da Noruega ocorre pouco tempo após a Alemanha também suspender o repasse de R$ 155 milhões, destinados a projetos de preservação ambiental no Brasil.

COMENTÁRIOS dos leitores