Kokay: 'criminosos usaram a toga para fraudar eleições'

A deputada petista também criticou o fato de, segundo ela, combaterem a corrupção com corrupção

sab, 03/08/2019 - 11:24
Najara Araujo/Câmara dos Deputados Najara Araujo/Câmara dos Deputados

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) questionou, neste sábado (3), o fato de, segundo ela, membros de órgãos fiscalizadores e de justiça cometerem atos de corrupção para combater o mesmo crime. Na avaliação da petista, isso só acontece no Brasil.

“Só na república bananeira comete-se atos de corrupção para combater a corrupção. Criminosos usaram a toga para fraudar eleições e locupletarem-se do poder”, escreveu a petista no Twitter.

Apesar de não citar nomes, o comentário foi seguido da hashtag “VazaJato” e a parlamentar se referia as denúncias que surgiram após mensagens trocadas pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores da força-tarefa da Lava Jato, entre eles Deltan Dallagnol, foram divulgadas pelo site The Intercept Brasil. 

As mensagens sugerem que houve interferência de Moro nas investigações do escândalo de corrupção. O ministro nega a legitimidade das mensagens e qualquer irregularidade. 

COMENTÁRIOS dos leitores