No Recife, Boulos enaltece Ocupe Estelita, Holiday e Lula

Psolista participou de debate com a comunidade acadêmica da UFPE

por Pedro Bezerra Souza qui, 11/04/2019 - 18:48
Pedro Bezerra Souza/LeiaJá Imagens O psolista cumpre uma série de agenda no Recife Pedro Bezerra Souza/LeiaJá Imagens

O psolista Guilherme Boulos esteve na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), nesta quinta-feira (11), para cumprir parte de sua agenda de debate sobre a reforma da Previdência e o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro, no Recife.

No auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), o político discursou sobre a questões negra, LGBT, agrícola e social. “Falar em combater privilégios é enganação nesse governo. Eles querem acabar com quem faz parte de qualquer minoria. Precisamos de mobilização social para combater isso. Tomar as ruas do país”, mencionou.“Nós temos que construir uma comunidade em torno dos direitos sociais e da democracia. Nós temos que avançar em uma ampla frente de luta. Precisamos ser uma oposição que não tenha medo, que vá pras ruas. Que não seja oposição de hashtag em rede social”, pediu Boulos.

A vereadora do PSOL assassinada no Rio de Janeiro no ano passado, Marielle Franco, também foi lembrada. “Vamos cobrar justiça. Precisamos saber quem mandou matar Marielle. A vida dela não vale mais que a vida de ninguém, mas o assassinato dela precisa ser sempre lembrado por que foi um crime político. Descobrir quem matou é um avanço, mas precisamos ir além”, pontuou.

Fazendo menção às causas do Recife associadas à moradia, Boulos falou sobre o movimento Ocupe Esteira e o edifício Holiday. “Essas são causas importantíssimas. Não podemos deixar que a especulação imobiliária vença no Recife. É preciso resistir pela moradia popular”, pediu.

O ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva não deixou de ser memorado durante o debate. “Não podemos desistir da Liberdade de Lula. A prisão dele é injusta e vamos sempre lembrar disso. Lula é um pernambucano, assim como vocês, e foi o maior líder que esse país já teve”, disse.

COMENTÁRIOS dos leitores