Deputado Sargento Fahur comemora morte de bandidos

“A vocês bandidos, eu sugiro que façam reservas no inferno porque deve estar lotado aquela desgraça”, disparou o Sargento Fahur (PSD)

por Taciana Carvalho sex, 18/01/2019 - 15:22
Reprodução/Facebook/Sargento Fahur Reprodução/Facebook/Sargento Fahur

O deputado federal eleito mais votado no Paraná, Gilson Cardoso Fahur (PSD), mais conhecido como Sargento Fahur voltou a detonar os criminosos. Em uma publicação nas redes sociais, ele comemorou o aumento do número de bandidos mortos em confronto com a polícia no seu estado. 

De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em 2018, foram 327 criminosos mortos nesses confrontos no Paraná. Seriam 52 a mais em comparação com 2017, ou seja, um aumento de 18,9%. “Só? Mas, já tá bão [sic] Vamos comemorar porque quem enfrenta o braço armado do estado não é morto, mas comete suicídio. A vocês bandidos, eu sugiro que façam reservas no inferno porque deve estar lotado aquela desgraça”, disparou. 

Nesta semana, o deputado eleito, conhecido pela postura de durão, já havia dito que bandido bom é no cemitério. “Bandido vivo gera violência; solto, gera violência; preso, gera despesa; ferido, gera vingança; morto gera paz”, escreveu no Twitter. 

Com mais de 35 anos de experiência como policial militar, ele é um dos deputados aliados ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). Fahur, que defende a redudação da maioridade penal e a posse de armas, é uma das polêmicas promessas que a Câmara dos Deputados aguarda nesta Legislação.

No começo do ano, o mais novo membro do Congresso, a partir do próximo mês, também apoiou que criminosos de facções rivais fiquem juntos na mesma cela do presídio. “Pronto, agora o indivíduo entra para uma facção criminosa e o Estado ainda tem que respeitar a escolha dele, colocando ele junto com seus coleguinhas. Vá à merda, que se matem todas essas tranqueiras”, disparou.

COMENTÁRIOS dos leitores