Continuo firme na disputa, diz Lossio após anuência do MPE

O Ministério Público Eleitoral emitiu um parecer favorável a candidatura de Julio Lossio a governador, mesmo com a Rede Sustentabilidade pedindo o cancelamento do registro

por Giselly Santos qui, 04/10/2018 - 13:22
Rafael Bandeira/LeiaJáImagens/Arquivo Campanha de Lossio ganhou novo fôlego depois do parecer do MPE Rafael Bandeira/LeiaJáImagens/Arquivo

Expulso da Rede Sustentabilidade, Julio Lossio recebeu parecer favorável à manutenção da sua candidatura a governador de Pernambuco do Ministério Público Eleitoral. Conforme o parecer assinado pelo procurador regional eleitoral Francisco Machado Teixeira, o ex-prefeito de Petrolina deve continuar concorrendo à eleição, mesmo com a Rede tendo solicitado o indeferimento do registro. A direção da Rede expulsou Lossio foi infidelidade no dia 22 de setembro. 

“O parecer favorável à nossa candidatura mostra que a Justiça e a verdade estão do lado certo. Em breve, aqueles que querem manchar nossa honra serão derrotados na justiça e nas urnas. Continuo firme na disputa, unindo as pessoas de todos os partidos, rumo a um Pernambuco mais forte, mais justo e mais feliz”, afirmou Lossio.

De acordo com o parecer, o partido não adotou o procedimento adequado ao alegar infidelidade partidária de Julio Lossio por aceitar o apoio do Coronel Meira (PRP), candidato a deputado federal e defensor de Jair Bolsonaro (PSL) em Pernambuco. “Não foi indicada a resolução específica que regulamenta o processo disciplinar, na qual deveria constar o procedimento específico a ser adotado, os prazos de defesa, os meios de prova”, informa o documento, divulgado nessa quarta-feira (3).

“Diante das inconsistências acima apontadas, conclui-se que não foram respeitadas as regras estatutárias nem assegurada a ampla defesa no procedimento que ensejou a expulsão do requerido Julio Lossio do partido Rede Sustentabilidade, razão pela qual não se deve cancelar o registro de candidatura ao cargo de governador do Estado de Pernambuco”, concluiu o procurador Francisco Machado Teixeira.

COMENTÁRIOS dos leitores