DEM aposta em dissidentes do PSB para ampliar bancada

A expectativa, de acordo com o ministro Mendonça Filho (DEM), é de que na Câmara dos Deputados o partido passa e ter mais de 40 parlamentares. O ministro Fernando Filho é um dos esperados para ingressar na legenda

por Giselly Santos seg, 25/09/2017 - 12:05
Chico Peixoto/LeiaJáImagens Os ministros participaram na manhã desta segunda do Fórum do Nordeste 2017, no Recife Chico Peixoto/LeiaJáImagens

Ministro da Educação e presidente do DEM em Pernambuco, Mendonça Filho afirmou, nesta segunda-feira (25), que o partido deve ampliar a bancada na Câmara dos Deputados com a debandada de parlamentares do PSB. Na projeção do pernambucano, a expectativa é de que, no mínimo, nove deputados migrem para a legenda, resultando no salto de 31 para mais de 40 membros. As articulações, segundo ele, já estão praticamente concluídas e o DEM aguarda a reforma eleitoral, em trâmite no Congresso Nacional, para consolidar o processo.

“Aguardamos a definição da nova legislação eleitoral para que possamos ter uma conclusão com parte da bancada do PSB, tendo em vista o posicionamento do partido em termos nacionais. O processo natural de migração já está praticamente consolidado. Esse processo a rigor acontece há alguns meses, parte da bancada do PSB já manifestou sua intenção de deixar o partido”, declarou.

O DEM, entretanto, não é o único partido de olho nos dissidentes do PSB. O PMDB também está namorando os quadros socialistas e isso tem gerado embates. O ministro, por sua vez, amenizou o desgaste.  “Não está tendo uma briga entre Democratas e PMDB. Há a rigor o processo de migração do PSB para o Democratas que está se dando em clima de entendimento e normalidade”, frisou. Pessebistas de estados como Maranhão, Ceará e Piauí já são dados como certos no DEM. Nos bastidores, empasses em alguns estados se dão por conta do comando do partido, estratégia utilizada pelo PMDB.  

Entre os dissidentes do PSB, está o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, que é um dos cogitados migrar para o DEM. Ele afirmou que “boa parte do PSB sinaliza ir para o DEM quando abrir a janela partidária”, mas não confirmou o rumo que tomará. "Vamos aguardar a janela legal", desconversou. Fernando Filho conversou com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) sobre o assunto, mas não deu detalhes. Os ministros participaram na manhã desta segunda do Fórum do Nordeste 2017, no Recife. 

COMENTÁRIOS dos leitores