Ao lado de Inês Brasil, Bolsonaro nega saudação aos LGBTs

Em vídeo, a celebridade da internet pede “Bolsonaro, fala viva ao LGBT!” e ele responde: “aí você pegou pesado”

por Giselly Santos seg, 28/08/2017 - 12:41
Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Para amenizar frequentes declarações consideradas homofóbicas, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) publicou nas redes sociais um vídeo em que a celebridade da internet, Inês Brasil, defende-o e diz que ele “não tem nada contra os gays”. Ícone LGBT para muitos, Inês, entretanto, deixa o pré-candidato à Presidência da República em uma saia justa quando, no fim da gravação, pede um “viva” do político para o seguimento. Em reação, ele diz que ela pegou pesado com a solicitação e pondera, “cada um vá ser feliz da forma que achar melhor”. 

“Bolsonaro, fala viva ao LGBT!”, solicita Inês Brasil, depois de defender o político. “Aí você pegou pesado. Cada um vá ser feliz da forma que achar melhor, como parlamentar apenas no material escolar não podemos concordar”, responde, fazendo referência à distribuição do chamado kit gay.

Antes do pedido de saudação para o seguimento, Inês Brasil diz que a população não deve fazer “justiça com as próprias mãos”, diante das posturas adotadas por Jair Bolsonaro. Recentemente, ele foi alvo, por exemplo, de uma ovada em São Paulo

“Ele demonstra para mim que é uma pessoa maravilhosa, graças a Deus. Às vezes as pessoas falam: ‘ele não gosta disso ou daquilo’, mas acho que todo mundo é filho de Deus. Errar é humano e permanecer no erro é difícil. Você é branco e eu sou negra, meu ex-marido é loiro, mas quem fez é Deus não é? Então quem deve julgar é Deus. Ninguém deve fazer justiça com as próprias mãos”, observa Inês Brasil, ao lado do deputado em um aeroporto. 

Nesse domingo, antes de Bolsonaro publicar o vídeo, a própria Inês postou nas redes sociais uma foto com o político. O que gerou polêmica, já que os fãs dela não gostaram

Embed:

COMENTÁRIOS dos leitores