Homem é executado apesar da oposição da família da vítima

Joe Nathan James, 49 anos, foi condenado à morte em 1996 pelo assassinato de Faith Hall, 29, em 1994

sex, 29/07/2022 - 07:00
Handout Joe Nathan James, 49, foi executado no Alabama pelo assassinato de sua ex-namorada Handout

Um homem condenado pelo assassinato de sua ex-namorada foi executado na quinta-feira no estado americano do Alabama, apesar de a família da vítima se opor à pena de morte.

Joe Nathan James, 49 anos, foi condenado à morte em 1996 pelo assassinato de Faith Hall, 29, em 1994.

De acordo com a Procuradoria-Geral do Alabama, às 21h27 (22h27 no horário de Brasília), James morreu por injeção letal.

James pediu à Suprema Corte dos Estados Unidos que suspendesse sua execução "de acordo com os desejos dos parentes sobreviventes da vítima".

"As vítimas e suas famílias são as mais importantes em nosso sistema judicial e merecem ser ouvidas sobre a punição de seus perpetradores", disse o advogado de James em um apelo ao tribunal superior.

As filhas de Hall, que tinham 6 e 3 anos quando sua mãe foi morta, disseram que queriam que a vida de James fosse poupada.

"Eu não quero continuar com isso. Nós não somos Deus", Terryln Hall, 42, disse à CBS. "Olho por olho nunca foi uma boa premissa para a vida", acrescentou sua irmã Toni.

James foi condenado por atirar em Faith Hall até a morte depois que ela terminou um curto relacionamento com ele.

Em nota, o procurador-geral do Alabama, Steve Marshall, disse que "a justiça foi feita".

"Joe James foi condenado à morte pelo ato hediondo que cometeu há três décadas: o assassinato a sangue frio de uma jovem mãe inocente", disse ele. James se tornou a oitava pessoa executada nos Estados Unidos até agora em 2022.

COMENTÁRIOS dos leitores