Mais de 500 detidos em protestos na Indonésia

Desde 23 de setembro, quando os protestos começaram, dois estudantes morreram e centenas ficaram feridos neste arquipélago do Sudeste Asiático

ter, 01/10/2019 - 09:40
Adek Berry Um estudante indonésio vira as costas ao gás lacrimogêneo disparado pela polícia durante uma manifestação em frente ao Parlamento, em Jacarta Adek Berry

Mais de 500 pessoas foram detidas nas últimas horas na Indonésia, após protestos de manifestantes que se opõem à polêmica reforma legal proposta pelo governo, que inclui uma lei que criminaliza as relações sexuais fora do casamento ou entre pessoas do mesmo sexo, informaram autoridades locais nesta terça-feira.

As detenções ocorreram após uma noite de confrontos nas ruas entre a polícia de choque e manifestantes, muitos deles estudantes, que atiraram pedras contra os agentes.

Desde 23 de setembro, quando os protestos começaram, dois estudantes morreram e centenas ficaram feridos neste arquipélago do Sudeste Asiático.

Os manifestantes criticam uma reforma que pode enfraquecer a agência de luta contra a corrupção e que inclui uma revisão do código penal com punição por relações sexuais fora do casamento ou entre homossexuais, além de uma lei controversa sobre blasfêmia, que preocupa as minorias neste país de maioria muçulmana.

"Até agora prendemos 519 encrenqueiros desde ontem", disse o porta-voz da polícia, Argo Yuwono.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, tentou apaziguar os manifestantes fazendo algumas concessões, enquanto se prepara para tomar posse este mês para um segundo mandato.

dsa/pb/fox/me/erl/mr

COMENTÁRIOS dos leitores