Preso o oitavo acusado da chacina do Guamá, em Belém

Jonatan Albuquerque Marinho, de apelido "Diel", estava foragido. Ele é apontado como um dos homens que executaram a tiros 11 pessoas em um bar da periferia da capital paraense.

qua, 29/05/2019 - 18:45
Agência Pará Secretário de Segurança Pública Uálame Machado: crime esclarecido Agência Pará

O último foragido acusado de envolvimento na chacina do bairro do Guamá, em Belém, no último dia 19, se entregou, na noite de terça-feira (28), na Divisão de Homicídios. Jonatan Albuquerque Marinho, 34, de apelido "Diel", prestou depoimento até por volta de 3 horas. 

Na manhã de quarta-feira (29), ele foi conduzido para exame de corpo de delito no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e depois encaminhado ao Sistema Penitenciário, para ficar à disposição da Justiça. Com ele, os oito identificados nas investigações como envolvidos nas mortes de 11 pessoas no bar da Wanda, na passagem Jambu, já estão presos. 

Em entrevista coletiva na Delegacia-Geral, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Uálame Machado, acompanhado do comandante-geral da PM, coronel Dilson Junior, e do delegado-geral Alberto Teixeira, apresentou mais informações sobre o andamento do inquérito. O prazo de encerramento é de dez dias contados a partir da sexta-feira passada, quando dois policiais militares acusados de envolvimento nas mortes foram presos por ordem judicial.

O secretário destacou a celeridade com que o caso foi esclarecido. "Enaltecemos tanto a celeridade que o fato foi esclarecido como a conclusão com as prisões que foram deferidas. Ao final de menos de dez dias, conseguimos capturar todos os que estavam envolvidos no crime", ressalta Machado. 

Com a prisão de "Diel', no caso das mortes ocorridas no Guamá, a polícia dá por encerrada a investigação para identificar as pessoas participantes diretamente no local do crime. As investigações resultaram em quatro armas apreendidas e que podem ter sido usadas nas mortes. São duas pistolas calibres ponto40, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em três locais: um bar e em duas padarias.

Presos

Jonatan Albuquerque Marinho, 34 anos, de apelido "Diel" – Apresentou-se na noite de terça-feira (28) à Divisão de Homicídios.

Cabo PM Leonardo Fernandes de Lima – Apresentou-se à Divisão de Homicídios no último domingo (dia 26). 

Cabo da reserva José Maria da Silva Noronha – Apresentou na Divisão de Homicídios no sábado (27). 

Cabos PM Wellington Almeida Oliveira e Pedro Josimar Nogueira da Silva – O primeiro foi preso, na sexta-feira passada, na operação Kratos realizada pelas Polícias Civil e Militar, e o segundo se apresentou na noite do mesmo dia, na Delegacia-Geral.

Edivaldo dos Santos Santana, Aguinaldo Torres Pinto e Jaisson Costa Serra – Presos durante a semana passada.

Com informações da Agência Pará.

 

COMENTÁRIOS dos leitores