Corpo de vítima de estupro coletivo é achado em cisterna

A jovem de 18 anos foi localizada amarrada a uma mangueira, dentro da cisterna de uma chácara. Dois suspeitos estão presos, um foi encontrado morto e mais três estão foragidos

por Victor Gouveia seg, 11/03/2019 - 09:50
Divulgação/PC-GO Rafaela Martins foi sequestrada enquanto aguardava um ônibus Divulgação/PC-GO

O corpo de uma jovem de 18 anos, vítima de estupro coletivo, foi encontrado dentro da cisterna de uma chácara, em Águas Lindas de Goiás, nas proximidades do Distrito Federal. Ela estava desaparecida desde a última quarta-feira (6). Dois suspeitos foram presos, um foi encontrado morto e mais três estão foragidos. As informações foram divulgadas pelo G1.

Câmeras de segurança apontam que Rafaela Martins Cardoso estava em um ponto de ônibus quando foi forçada a entrar em um veículo. Ela teve o celular roubado e foi levada a chácara, onde ocorreram os estupros e o estrangulamento, que culminou em sua morte. Ela foi encontrada amarrada a uma mangueira. 

Em entrevista ao G1, o delegado responsável pelo caso disse que dois suspeitos já foram presos, um deles é o caseiro da chácara; outro encontrado morto e três ainda estão sendo procurados. “Três homens a estupraram. Já é assim considerado”, afirmou. Ele acredita que o crime não foi premeditado. A conclusão do inquérito está prevista para essa sexta-feira (15).

COMENTÁRIOS dos leitores