Correios anunciam reajuste nas tarifas postais

Estatal enfrenta crise financeira e tem adotado uma série de medidas para reduzir custos

por Nataly Simões qui, 31/01/2019 - 13:39

Os Correios anunciaram nesta quinta-feira (31) o reajuste das tarifas dos serviços postais nacionais e internacionais. A correção média autorizada para este ano é de 0,3893%.

O telegrama nacional redigito pela internet, cuja tarifa era de R$ 8,15, passará a ser de R$ 8,19 por página. Já o telegrama fonado (debitado na conta telefônica) passou de R$ 9,84 para R$ 9,87. O que é feito na agência, de R$ 11,81 para R$ 11,85.

O primeiro porte de correspondência comercial não terá reajuste, permanecendo em R$ 1,95, assim como o da correspondência não comercial e cartão postal, que permanecem em R$ 1,30. 

As tabelas com todos os reajustes podem ser consultadas na portaria do Diário Oficial da União.

 

Nova ferramenta

Nesta semana, os Correios também anunciaram o lançamento de uma ferramenta para o transporte de produtos importados dos Estados Unidos para o Brasil. Isto depois de cinco meses da estatal ter começado a cobrar R$ 15 por cada encomenda internacional que chega ao país por meio da empresa.

Esse despacho postal só era cobrado no caso de produtos tributados pela Receita Federal, mas, segundo os Correios, o crescimento das importações obrigou a empresa a cobrar por todas as encomendas para manter o padrão de qualidade do serviço.

Em função da crise financeira que a estatal tem enfrentado, os Correios realizaram uma série de medidas de redução de custos e de reestruturação da folha de pagamentos, além de ter aberto Plano de Demissão Voluntária (PDV) e ter feito cortes de funções e de cargos comissionados. Agora, a empresa informou que também estuda lançar mais unidades compactas dentro de estabelecimentos comerciais, mas negou que esse modelo possa causar o fechamento de agências próprias maiores.

COMENTÁRIOS dos leitores