Jovem antivacinas morre de gripe suína e meningite nos EUA

Apresentadora ficou bastante conhecida na Califórnia, chegando a chamar a vacinação de "demônio"

por Jameson Ramos sab, 05/01/2019 - 17:50
Reprodução/Instagram/Bray Payton A jovem apresentadora morreu no último dia 28 de dezembro Reprodução/Instagram/Bray Payton

Após ganhar fama por se declarar contrária à vacinação nos Estados Unidos, a apresentadora Bray Payton, 26 anos, acabou morrendo na Califórnia depois de contrair a gripe H1N1, mais conhecida como gripe suína, agravado por um caso de meningite. Ironia do destino, ou não, as duas doenças podem ser evitadas com a vacinação.

Segundo reportagem do site Exame, a jovem chegou a descrever em 2011 a vacinação como "o demônio" por meio da sua conta do Twitter, durante campanha estadunidense que promovia a imunização contra a coqueluche.

Aos 26 anos, Bray era considerada uma estrela em ascensão por suas opiniões políticas voltadas para grupos mais conservadores.

COMENTÁRIOS dos leitores