Ataque do Boko Haram deixa militares mortos na Nigéria

Grupo jihadista intensificou nos últimos meses os ataques contra posições do exército nigeriano nos estados de Borno e Yobe

ter, 04/12/2018 - 18:20
Audu Marte O Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari (I), juntamente com o Chefe do Exército, Tukur Yusuf Buratai, durante a cerimônia de abertura da conferência militar anual, em 28 de novembro de 2018 Audu Marte

Oito soldados morreram no fim de semana em um ataque do grupo jihadista Boko Haram contra uma base militar no nordeste da Nigéria, segundo um novo balanço comunicado nesta terça-feira (4) por um porta-voz do exército.

Pouco depois do ataque, um militar e um miliciano mencionaram dois soldados mortos.

Um grupo de combatentes da Província da África Ocidental do Estado Islâmico (ISWAP, na sigla em inglês), um braço do Boko Haram afiliado ao jihadista EI, atacou no sábado à noite uma base militar em Buni Gari, um povoado isolado do estado de Yobe (nordeste), provocando intensos combates com os soldados no local.

"Oito de nossos soldados pagaram o preço supremo, enquanto dez terroristas do Boko Haram morreram pelas tropas durante o confronto", declarou o porta-voz do exército, Sani Usman, em uma mensagem enviada à AFP.

O grupo jihadista intensificou nos últimos meses os ataques contra posições do exército nigeriano nos estados de Borno e Yobe, os mais afetados pela insurreição, que deixou mais de 27.000 mortos na região desde 2009.

Desde julho, a AFP contabilizou ao menos 19 ataques contra bases militares, em sua maioria reivindicados pelo ISWAP.

COMENTÁRIOS dos leitores