Casa de câmbio Poloniex amplia nacionalidades restritas

seg, 05/11/2018 - 07:07

A casa de câmbio de criptomoedas Poloniex atualizou mais uma vez os seus Termos de Uso, trazendo novas incertezas sobre o seu futuro no mercado. Desta vez, ela decidiu incluir novas nacionalidades à sua lista de restrições territoriais. Chineses, paquistaneses e vietnamitas não poderão mais se registrar no sistema para negociar moedas digitais, e aqueles já registrados terão suas contas desativadas em breve.

E a corretora não parou por aí. Ela também informou aos seus usuários que não serão permitidas transações com residentes de Cuba, Irã, Coreia do Norte, Sudão, Síria, ou outro país que venha a sofrer embargo dos Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia futuramente. Membros dos países citados também não poderão negociar na casa de câmbio.

Poloniex fortalece listagem de moedas digitais

Mesmo enfrentando uma crise de credibilidade, ainda há investidores interessados em saber como usar a Poloniex. Esta atua da mesma forma que uma casa de câmbio comum, só que com criptomoedas. Você se cadastra, transfere o montante que deseja investir, e começa a negociar comprando e vendendo moedas digitais.  

Essa corretora permite a negociação de mais de 100 moedas digitais atualmente, e continuar a adicionar novas opções à sua listagem. Decentraland (MANA) e Bancor (BNT) foram integradas recentemente, por exemplo. E a Poloniex já está oferecendo a USDC, versão digital do dólar americano que tem despertado interesse por sua estabilidade frente à usual volatilidade do setor.

http://cms.ics-digital.com/ckeditor_assets/pictures/23953/content_entrepreneur-1340649_1280.jpg

Medidas buscam atender regulamentações

Fundada em 2014 nos Estados Unidos, a Poloniex chegou de forma turbulenta, enfrentando dois ataques cibernéticos que trouxeram perdas para a empresa. Nos anos seguintes, a casa de câmbio enfrentou novos crimes digitais e mudanças de legislação que levaram a diversos contratempos e ajustes.

Fonte da imagem: Pixabay

Ainda que algumas das novidades anunciadas visem atender a regulamentações legais, elas somam à constante dúvida sobre a qualidade dos serviços prestados pela Poloniex. Muitos clientes têm reclamado da suspensão ou encerramento arbitrários de suas contas nos últimos meses, por exemplo. E esta situação parece não ter data para acabar diante dos novos Termos de Uso da empresa, (disponível em inglês aqui).

No documento, a Polionex também deixa claro que poderá suspender ou encerrar contas existentes, agrupá-las (caso você tenha mais de uma), bem como encerrar as suas atividades ou alterar o funcionamento das mesmas. Tudo isso sem a necessidade de aviso prévio ou de compensação legal.

http://cms.ics-digital.com/ckeditor_assets/pictures/23954/content_cryptocurrency-3085139_1280.jpg

Empresa já foi líder do setor

Este é outro passo para trás dessa corretora, hoje na 63ª posição após ter passado um bom tempo figurando entre as líderes do setor. E isso acontece meses após a aquisição da Poloniex pela Circle Internet, companhia que tem a gigante Goldman Sachs entre seus investidores. A transação no valor de US$400 milhões agitou o mercado e provocou uma alta de 10,22% no valor do bitcoin, criando uma expectativa de dias melhores para a corretora.

Fonte da imagem: Pixabay

A empresa também já havia se tornado impopular após fazer mudanças parecidas no ano passado. Na ocasião, os estados norte-americanos New Hampshire e Washington foram acrescentados à sua lista de restrições, a qual já contava com Nova Iorque. A empresa também informou no mesmo período que não se considera obrigada a honrar compromissos envolvendo mudanças estruturais no projeto de moedas digitais causadas pela bifurcação (geração de novas criptomoedas) das mesmas.

COMENTÁRIOS dos leitores