Metroviários descartam greve após CBTU entrar com dissídio

Valor do reajuste salarial será julgado agora pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST)

por Jorge Cosme sex, 20/05/2016 - 12:48

Os metroviários de Pernambuco suspenderam a assembleia da segunda-feira (23) e a ameaça de greve após a Companhia Brasileira de Trens Urbanos ingressar com o pedido de instauração de Dissídio Coletivo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) na quinta-feira (19). A categoria pede um reajuste salarial em torno de 10%.

Na última reunião, realizada na segunda-feira (16), em Brasília, a CBTU havia se comprometido a levar a questão salarial para a Justiça. Caso o fato não ocorresse até esta sexta-feira (20), os metroviários pretendiam fazer uma nova assembleia para discutir uma paralisação.

Inicialmente, a categoria também reivindicava alguns pontos dos seus benefícios. Após negociação, o Vale Cultura foi convertido em dois tíquetes-refeição, chegando a 30 tíquetes por mês. A quantidade de toalhas fornecidas pela empresa também aumentou para quatro unidades ao ano, ao invés de duas. 

COMENTÁRIOS dos leitores