Trabalhadores do Comperj rejeitam proposta e mantêm greve

Uma nova assembleia deve acontecer na próxima quarta-feira (18)

seg, 16/03/2015 - 18:40

Os trabalhadores do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) decidiram continuar o movimento grevista que completou nesta segunda-feira (16) oito dias. Em assembleia realizada na estrada de acesso ao canteiro de obras, os trabalhadores rejeitaram proposta de reajuste formulada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Uma nova assembleia deve acontecer na próxima quarta-feira (18).

A proposta do MPT previa um aumento de 7,13%, que corresponde a uma recomposição das perdas com a inflação, e o aumento sobre o benefício do vale alimentação. A categoria demanda um reajuste de 10% no salário e um valor maior para o tíquete de refeição. O movimento grevista será julgado na próxima sexta-feira pelo Tribunal Regional do Trabalho.

Tags:

COMENTÁRIOS dos leitores