Dirigentes justificam ingressos com preços altos em PE

Dirigentes de Sport e Santa Cruz detalharam valores mais caros em alguns setores

por Luan Amaral sex, 15/10/2021 - 14:10
Rafael Bandeira/LeiaJáImagens Torcida do Sport na Arena de Pernambuco no jogo contra o Corinthians Rafael Bandeira/LeiaJáImagens

Com a torcida de volta aos estádios em Pernambuco, muitas reclamações foram feitas pelos torcedores em relação aos preços dos ingressos que estão sendo praticados. O LeiaJá procurou os clubes para que eles justificassem essa cobrança. Representantes de Sport e Santa Cruz conversaram com a nossa equipe.

Para o próximo jogo do Leão, contra o Santos, domingo (17), na Arena de Pernambuco, os ingressos variam de 80 a 120 reais (inteira), um exemplo de valores ‘salgados’ para muitos torcedores. Já o Santa Cruz, que joga contra o Floresta na terça-feira (19), chegou a colocar uma carga com preços mais acessíveis, a 40 reais (inteira). Mas tem ingresso disponível para os tricolores que custam R$150 (inteira). 

Segundo o vice de marketing da equipe coral, Luís Barros, a ideia de permitir uma carga mais acessível se deu principalmente por conta da reclamação dos torcedores. ”Veio muito pelo pedido da torcida que queria estar presente, que queria apoiar mais. A grande maioria não tinha condição de arcar com o custo dos ingressos”, disse.

Mas por que ingressos tão caros?

A resposta tanto de Luís Barros, diretor do Santa, como do diretor de arrecadação do Sport, Silvio Costa, são bem parecidas. A operação de um jogo na Arena tem um alto custo e a limitação dos ingressos, apenas 2500, antes da liberação de mais público, pesou na decisão.

“A gente trabalha em cima de uma limitação da carga de ingressos. Existem custos administrativos que estão por trás da operação para que a gente faça o jogo acontecer.”, explicou Silvio Costa. “A operação na Ilha é mais barata do que na Arena, porém a Ilha ainda não está em condição de receber nenhuma partida faltando alguns ajustes estruturais. Na Arena tem um custo operacional muito alto”, explicou o dirigente leonino. 

A explicação do dirigente coral foi parecida. O jogo no Arruda seria bem mais barato, mas ainda assim, segundo ele, o clube “abriu mão de algumas coisas” para atender a torcida e colocar ingressos mais baratos mesmo com o duelo sendo na Arena. 

Os preços vão baixar?

Mas se o custo de levar o jogo para a Arena é uma das causas do alto preço, com o retorno aos respectivos estádios (ainda sem prazo) os preços vão baixar? Segundo os dirigentes, sim. ”Não daria certeza, mas acredito que sim porque o custo de jogar no Arruda é bem menor”, disse Luís Barros, dirigente do Santa. Ele ainda explicou que com mais ingressos disponíveis os preços tendem a cair.

Já o dirigente do Sport foi mais assertivo na afirmação e basicamente cravou que os ingressos vão ficar mais baratos com retorno para Ilha do Retiro. “Com certeza, voltando os jogos para a Ilha a gente conseguiria baratear o custo”, confirmou o dirigente que voltou a citar que o mesmo pode acontecer com aumento da carga, já liberada pelo Governo de Pernambuco. 

O dirigente Coral, questionado se o clube vai manter os ingressos acessíveis mesmo com aumento da carga, garantiu que a ideia da diretoria é que isso seja mantido para ‘aproximar o torcedor’. Já Silvio Costa, do Sport, disse que o clube pensa em permitir uma carga mais barata, assim como fez o rival e que isso já pode acontecer no próximo jogo.

Náutico

reportagem entrou em contato com o Náutico, através da assessoria de imrprensa, mas o Timbu não encaminhou nenhum representante para falar.

COMENTÁRIOS dos leitores