Uruguai faz último treino no RJ antes de enfrentar o Chile

Os uruguaios treinaram sob forte calor no CT do Fluminense

dom, 23/06/2019 - 13:20

A seleção do Uruguai fez neste domingo, no Rio, o último treino antes da partida contra o Chile, na segunda-feira (24), às 20h, no Maracanã, em duelo que vale a liderança do Grupo C da Copa América. Os uruguaios treinaram sob forte calor no CT do Fluminense.

No trabalho, aberto para a imprensa apenas nos primeiros minutos, o técnico Óscar Tábarez não deu indicações do time que mandará a campo. É possível que o meia Arrascaeta, do Flamengo, esteja entre os titulares na vaga de Lodeiro, ex-Botafogo e Corinthians, ou Nández, do Boca Juniors, da Argentina.

Arrascaeta, que não atuou na goleada por 4 a 0 sobre o Equador na estreia e jogou por alguns minutos no empate por 2 a 2 com o Japão, entraria no time com o objetivo de ajudar a equipe na criação.

Suárez treinou novamente com a mão esquerda imobilizada. Ele machucou o local na vitória sobre o Japão, mas segundo o médico da seleção, Alberto Pan, disse que o atacante não sente dor e nem está com o movimentos comprometidos e, por isso, está confirmado para a partida.

Também não se sabe quem será o substituto de Laxalt, lesionado, na lateral-esquerda. O lateral-direito Giovani González entrou no lugar do jogador na partida diante dos japoneses, o que fez Cáceres ser improvisado na esquerda, mas não é certo que ele será novamente escolhido. É possível que Tabarez opte por Marcelo Saracchi, reserva natural de Laxalt.

Matias Vecino é o outro jogador machucado. Ele está fora da Copa América, ao contrário de Laxalt, que, segundo a Associação Uruguaia de Futebol, pode voltar a jogar no torneio. No meio, Federico Valverde, que entrou bem na última partida, também pode ganhar uma chance. Ele entraria no lugar de Torreira, escolhido para substituir Vecino e que tem características mais defensivas.

O Uruguai deve enfrentar o Chile com a seguinte formação: Muslera; González, Giménez, Godín e Cáceres; Bentancur, Torreira, Nandez (Arrascaeta) e Lodeiro; Cavani e Suárez.

Com quatro pontos, o Uruguai é o segundo colocado do Grupo C, atrás justamente do Chile, seu adversário nesta segunda-feira, e precisa da vitória para avançar como líder da chave.

COMENTÁRIOS dos leitores