Brasil é destaque em torneio internacional de boxe

Além de conquistar quatro medalhas de ouro, outros seis atletas subiram ao pódio no Grand Prix Usti Nade Labem

por Alex Dinarte seg, 27/05/2019 - 17:58

Disputado entre 22 e 25 de maio, na República Tcheca, o tradicional torneio de boxe Grand Prix Usti Nade Labem teve como destaque em sua 50ª edição o time de pugilistas do Brasil. Somando os times feminino e masculino, foram 10 medalhas:  quatro ouros, duas pratas e quatro bronzes. É a segunda vez que o Time Brasil de Boxe participa da competição. Os únicos países americanos a ocupar a primeira posição do campeonato na história são Cuba e Brasil.

A primeira brasileira a conquistar o ouro na competição foi Beatriz Ferreira, da categoria até 60kg. A adversária de Bia foi a experiente pugilista turca Sema Caliskan e, em um combate duro, a brasileira preferiu adotar o contra-ataque como estratégia. Deu certo! Muito precisa nos movimentos, Beatriz acertou golpes que desequilibraram a boxeadora turca. A lutadora soteropolitana conquistou o primeiro lugar ao vencer o combate por 5:0. Ainda no feminino, o Brasil teve mais duas conquistas. A prata ficou com a paulista Flávia Figueiredo, da categoria até 75kg, que foi derrotada pela holandesa Nouchka Fountjin, por 5:0. Pela categoria até 51kg, o bronze ficou com a também paulista Graziele de Jesus. Na categoria até 57kg, a medalha de bronze foi para Jucielen Romeu.

No masculino, o brasileiro Luiz Fernando, da categoria até 69kg, enfrentou o turco Necat Ekinci. Em uma luta bastante técnica e de golpes duros, Fernando conseguiu passar pela guarda do adversário com alguns diretos. Os golpes lhe permitiram atingir pontuação de 3:2, suficiente para desempatar a luta e sagrar-se campeão. Outro brasileiro com a medalha dourada no peito foi o carioca Wanderson “Sugar” Oliveira, da categoria até 63kg. No combate contra o canadense Thomas Blumenfeld, “Sugar” (apelido dado pelo primeiro técnico pois o brasileiro tinha um golpe semelhante ao do norte-americano Sugar Rey Leonard) suportou os contra-ataques do adversário, além de ter sido mais contundente que o oponente em seus golpes. Oliveira venceu Blumenfeld por 3:2 e conquistou o ouro.

Após ser derrotado pelo equatoriano Julio Castillo no torneio classificatório para o Pan-Americano de Lima realizado na Nicarágua, no último mês de abril, o paulista Abner Teixeira, da categoria até 91kg, teve a revanche. Desta vez, encontrando melhor distância e encaixando melhor seus golpes, o pugilista brasileiro venceu a luta por 4:1. Além dos ouros no masculino, o Brasil foi medalhista de prata com Joel Silva, na categoria acima de 91 kg. O brasileiro perdeu para o experiente cubano Dainier Justiz por 5:0. As medalhas de bronze da categoria até 57kg ficaram com Carlos Rocha e Douglas Andrade.

COMENTÁRIOS dos leitores