Sport amarga segunda derrota consecutiva

mais de dois mil torcedores do Sport que invadiram Natal viram a derrota por 3x0 para o ABC, no Fraqueirão

por Victor Bastos sab, 01/10/2011 - 18:49
Frankie Marcone/Futura Press ABC 3 x 0 Sport Frankie Marcone/Futura Press

Com direito a arbitragem confusa, pênalti perdido e, principalmente, time apático, os mais de dois mil torcedores do Sport que invadiram Natal viram a derrota por 3x0 para o ABC, no Fraqueirão. Com os gols de Cascata (pênalti), Lins e Leandrão, a equipe potiguar acabou com o jejum de oito jogos sem vencer em casa, vê a zona de rebaixamento mais distante e deixa o rubro-negro pernambucano em situação difícil na luta pelo retorno para elite do futebol nacional.

Os desfalques e a distância para a capital pernambucana pesaram para a equipe comandada por PC Gusmão. Sem Hamilton, Naldinho e Willians, o Sport sofreu a segunda derrota consecutiva e vê o G4 mais distante, são quatro pontos para o Americana. Longe da Ilha do Retiro a campanha é cada vez pior. São sete derrotas, cinco empates e apenas duas vitórias.

O JOGO

Na eminência de entrar no seleto grupo da Série B, o Sport começou a partida ofensivo. Após bela jogada de Thiaguinho, que deu ‘chapéu’ no adversário, a bola chegou até o volante Robston, que mandou uma bomba para a primeira grande defesa de Camilo.

Procurando acabar com o jejum de vitórias em casa, o ABC respondeu com o ex-rubro-negro, Leandrão. Pio colocou Wellington Saci para dançar, cruzou e o camisa 9, livre na pequena área, cabeceou com muito perigo. Na base do “toma lá, da cá”, os rubro-negros responderam com Marcelinho Paraíba. O maestro rubro-negro bateu de muito longe e obrigou Camilo a operar um verdadeiro milagre.

O equilíbrio da partida seguiu até os 29 minutos. Exato momento que, em um lance duvidoso, o árbitro Emerson de Almeida Ferreira marcou pênalti em Lins. O rápido atacante da equipe potiguar driblou o camisa 1, se projetou antes de ser tocado, e ficou “à mercê” de interpretações. Cascata, que retornou de suspensão, e não tinha nada com isso, bateu com categoria e abriu o marcador. O detalhe do lance ficou por conta do desequilíbrio emocional do volante Robston. Cartão amarelo.

O gol abateu os comandados de PC Gusmão. Um minuto depois Magrão fez grande defesa e a bola foi para escanteio. Na cobrança, a zaga rubro-negra bateu cabeça e Lins só empurrou para o fundo das redes para ampliar o placar. Lembra do detalhe com Robston? Fez toda a diferença. O defensor do Sport fez falta, chutou o jogador do ABC no chão, recebeu o segundo cartão amarelo e foi mais cedo para o chuveiro.

Para a segunda etapa, com apenas 10 jogadores, o Sport mudou a proposta de jogo. As bolas paradas e Marcelinho Paraíba ganharam a responsabilidade para uma possível reação. E até que parecia que o estilo de jogo iria funcionar. Em menos de 15 minutos o Leão da Ilha teve duas grandes oportunidades.

Na primeira, Marcelinho Paraíba bateu falta com categoria e a bola passou tocou na rede do lado de fora. Em seguida, Thiaguinho deu passe magistral para Danilo Alves que, em lance semelhante ao do primeiro tempo, foi derrubado dentro da área. Pênalti. A responsabilidade? Para o camisa 10. Na cobrança, Marcelinho ficou no quase. Na verdade, no travessão.

O castigo final veio aos 48 minutos. Leandrão recebeu passe de Jerson, driblou Tobi e bateu com categoria para fechar o placar. 3x0, fim do jejum do ABC e segunda derrota consecutiva do Sport.

 

Ficha do jogo - ABC 3 x 0 Sport

ABC-RN - Camilo; Pio, Irineu, Rômulo (Leonardo) e Renatinho Potiguar; Bileu, Ricardo Oliveira (Makelele), Jerson e Cascata; Lins e Leandrão. Técnico: Leandro Campos.

Sport -  Magrão; Thiaguinho, Montoya, Tobi e Wellington Saci; Rithely, Danilo Alves (Renato), Robston e Marcelinho Paraíba; Danielzinho (Maylson) e Bruno Mineiro (Júnior Viçosa). Técnico: PC Gusmão.

 

Gols: Cascata, Lins e Leandrão (ABC)

Cartões amarelos: Bileu, Renatinho Potiguar (ABC) ; Montoya, Tobi, Robston(Sport)

Cartão vermelho: Robston (Sport)

Local: Estádio Frasqueirão, em Natal

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Assistentes: Marconi Helbert Vieira (MG) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE).

COMENTÁRIOS dos leitores