Shakira é acusada de fraudar impostos, diz jornal

Os procuradores espanhóis também estão pedido que a artista de 45 anos de idade seja obrigada a pagar uma multa de 19 milhões de euros, o que representa quase 100 milhões de reais

sex, 29/07/2022 - 10:12
Reprodução/Instagram @shakira Shakira é acusada de fraudar impostos Reprodução/Instagram @shakira

A vida de Shakira ganhou mais um capítulo conturbado. Segundo informações publicadas pelo Daily Mail, Shakira foi avisada que suas contas bancárias estão sendo investigadas. Isso porque as autoridades espanholas alegam que a cantora cometeu uma fraude no valor de 12 milhões de euros, quase 60 milhões de reais. Os procuradores espanhóis também estão pedido que a artista de 45 anos de idade seja obrigada a pagar uma multa de 19 milhões de euros, o que representa quase 100 milhões de reais.

Shakira já havia ido à corte espanhola por conta das alegações de sonegação de impostos, mas se recusou a fazer um acordo que admitia culpa. Ainda segundo o jornal, a artista já teria pago o valor que estava devendo ao governo, porém isso não foi o suficiente. As autoridades estão ampliando as investigações, focadas nos anos de 2012 a 2014, para provar que Shakira estava morando em Barcelona, na Espanha, e não em outro país como ela alegou.

Vale lembrar que a cantora de Waka Waka foi casada com o jogador de futebol Gerard Piqué durante 11 anos, com quem teve dois filhos, Sasha e Milan, e todos moravam na capital da Catalunha. Segundo os investigadores, evidências retiradas das redes sociais da artista provam que a cantora residiu no país por mais de três anos e por isso já era considerada uma espanhola residente e tinha obrigação de pagar as a taxas fiscais ao governo. Na Espanha, pessoas que passam mais de 183 dias consecutivos no território já são considerados espanhóis residentes para questões envolvendo impostos.

Ao longo da investigação que juntou fotos, vídeos e compromissos da cantora, os inspetores concluíram que Shakira passou exatos 242 dias na Espanha em 2012, 212 dias em 2013 e 243 dias em 2014. Ela só teria algumas poucas saídas do país para cumprir sua agenda de compromissos, mas ainda era considerada residente. A artista nega as acusações e decidiu ir a julgamento, que ainda não tem data para acontecer.

COMENTÁRIOS dos leitores