Maria Sharapova completa 35 anos

Confira a trajetória dos jogos históricos de um dos nomes mais importantes do tênis entre 2004 até 2012

ter, 19/04/2022 - 18:32
Instagram/@mariasharapova Instagram/@mariasharapova

Nesta terça-feira (19), a ex-jogadora profissional de tênis da Rússia e ex-número 1 do ranking da WTA Maria Yuryevna Sharapova, mais conhecida como Maria Sharapova, completou 35 anos de idade. Com 19 anos de profissionalização, se aposentou em 2020. A seguir, confira a trajetória dos jogos históricos de Sharapova desde 2004 até 2012.  

Em 2004, na final do WTA Tour Championships, derrotou Serena Williams por 4-6, 6-2,6-4. Sharapova foi a segunda jogadora a vencer o torneio estando participando pela primeira vez. No terceiro set, quando estava perdendo de 4-0, reagiu e venceu os seis games seguintes quando Serena sentia problemas musculares. Esta conquista trouxe polêmicas, pois outras jogadoras russas a acusaram de receber instruções do técnico durante os jogos e de seus gritos de entusiasmo (“Come On!”). 

Em 2005, na semifinal de Indian Wells, perdeu para Lindsay Davenport por 6-0, 6-0. Essa foi a pior derrota de Sharapova em sua carreira. Foi também a primeira vez que uma tenista Top 3 do mundo perdeu um jogo sem ganhar ao menos um game. 

Em 2006, na semifinal do US. Open, derrotou Amélie Mauresmo por 6-0, 4-6, 6-0. Sharapova derrotou a então número 1 do mundo pela primeira vez em sua carreira. Foi a primeira vez na era aberta em que uma tenista marcou um duplo 6-0 na semifinal da competição.  

Em 2007, na final do Australian Open, perdeu para Serena Williams com parciais de 6-1, 6-2. Entrou em quadra como a favorita, mas não demonstrou nenhuma reação contra a inspirada americana. Sharapova justificou o saque fraco como um fator forte que a fez perder a decisão. 

Em 2008, na final do Australian Open, derrotou a sérvia Ana Ivanovic e ficou com o título do torneio sem perder nenhum set em toda a competição. E em 2012, na final de Roland Garros, derrotou a italiana Sara Errani e conquistou seu “career slam”, que é ganhar todos os Grand Slams pelo menos uma vez.  

Por Camily Maciel

COMENTÁRIOS dos leitores