Fernanda Lima fala sobre suposta rivalidade com Sandy

Apresentadora do reality comentou sobre rumores de que ela estaria sendo mal-educada com os jurados do show

qui, 07/05/2015 - 12:22

Fernanda Lima voltou para a televisão no comando do reality Superstar, da Globo, e comentou os rumores que dizem que ela e Sandy, uma das juradas, não estavam se dando bem. Supostamente, os fãs da cantora não ficaram contentes com uma imitação que Fernanda fez de Sandy durante o programa, que é ao vivo, e acharam que a apresentadora estava sendo mal-educada.

"Eu acho assim, as pessoas ficam procurando para tentar achar defeito, uma frase que possa ser polêmica. Mas isso, com a minha personalidade, não funciona muito, porque eu vivo falando coisas que saem da minha cabeça na hora, eu não sigo um script... Acho que as pessoas estão cansadas de saber como eu sou. Eu não sou uma pessoa fofinha, meiguinha, eu falo mesmo! Às vezes pode soar como má educação, mas eu sou gaúcha... E gaúcho tem um jeito de falar que para os outros pode parecer meio estranho", explicou.

Além disso, Fernanda não hesitou a tecer uma série de elogios ao falar da nova mamãe e de sua atuação no reality. "A Sandy é uma graça, uma fofa. Ela tem um fã clube enorme. Ela pode ficar em casa, pode não fazer show... Seja o que for que ela fizer, as pessoas vão ter um interesse muito grande. Ela tem muita experiência, ela tem mais tempo de carreira do que sendo criança e adolescente, ela trabalha desde menininha, então eu acho que ela realmente sabe o que ela está falando... E ainda está se encontrando no programa."

Família

Além de comentar de trabalho, Fernanda também explicou sobre a sua vida em família, ao lado de Rodrigo Hilbert e seus filhos gêmeos, e fez uma revelação inesperada: ela explicou que, para ela, o Dia Mães é um dia como todos os outros porque eles não costumam trocar presentes.

"A gente não tem essa obrigação de data. Por exemplo, eu nunca ganhei um presente de Dia dos Namorados. Eu também nunca dei. O Rodrigo não liga para essas coisas, e eu também não ligo. E não é que eu passei a não ligar por causa dele, eu nunca liguei. A gente costuma se presentear em datas que não tem nada de específico", afirma.

Fernanda diz que os filhos, claro, fazem os presentinhos para datas comemorativas na escola e, vez ou outra, têm muita dificuldade em entender o porquê de não receberem um presente como as demais crianças. Mas isso, claro, eles compensam de outras maneiras, criando memórias com os filhos e investindo, por exemplo, em festas de aniversário bastante elaboradas. 

"Não é que eu não quero dar presente. É que eu acho que, além do presente, tem que ter outras coisas que faça com que a criança se sinta valorizada ou se sinta presenteada. Eu tento mostrar para eles que tem outras coisas que tem valor", opina.

COMENTÁRIOS dos leitores