Adriano Oliveira

Adriano Oliveira

Conjuntura e Estratégias

Perfil:Doutor em Ciência Política. Professor da UFPE - Departamento de Ciência Política. Coordenador do Núcleo de Estudos de Estratégias e Política Eleitoral da UFPE.

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Podcast: Os movimentos de rua são contraditórios e escondem a verdade

Adriano questiona se o presidente quer que as instituições funcionem para todos

Adriano Oliveiraseg, 26/08/2019 - 09:07

No podcast desta segunda-feira (26), o cientista político Adriano Oliveira levanta questionamentos sobre as manifestações que aconteceram ontem (25) em várias cidades do Brasil. Ele aponta a contradição das pautas desses movimentos que foram às ruas por serem contrários à lei do abuso de autoridade (aprovada no Congresso); foram em favor de Moro; em favor da chefia do Ministério Público por parte de Deltan Dallagnol, entre outros.

Entretanto, Adriano aponta que Bolsonaro é a figura que converge a essas pautas, uma vez que ele enfraqueceu a figura do ministro da justiça, desautorizando Moro (afirmando que o presidente era quem mandava na polícia federal, entre outros); são os filhos dele que já se colocaram contra Dallagnol, entre outros.

O cientista ainda aponta que as constantes interferências que o presidente faz sobre as instituições (PF, COAF, Receita Federal) mostram que ele não pode ser o sujeito chave para a defesa das pautas dos manifestantes dos movimentos de ontem. Por isso, Adriano questiona se o presidente quer que as instituições funcionem para todos. Os manifestantes precisam encontrar um novo sujeito que, talvez, pode ser Sérgio Moro, que se sair do governo pode ser um candidato para 2022.

O programa Descomplicando a Política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras. 

Confira mais uma análise a seguir:

COMENTÁRIOS dos leitores