Veja como estudar conjunções e preposições para o Enem

Assuntos são importantes para a prova de redação e podem ser cobrados na prova de linguagens

por Lorena Barros qua, 16/01/2019 - 09:00

As conjunções e preposições podem ser automaticamente ligadas às aulas “chatas” de gramática do ensino fundamental. Estudá-las e dominá-las, porém, pode ser essencial para quem vai fazer a prova de linguagens e, principalmente, a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em uma definição “simples”, as preposições conectam os termos dentro da oração e as conjunções ligam uma oração à outra. Dentro da prova do Enem e em outros vestibulares brasileiros, elas não costumam trazer grandes surpresas para quem estuda. “Tanto as proposições quanto as conjunções são cobradas em relação à semântica, ao sentido que estabelecem entre os termos da relação”, afirma o professor de gramática Diogo Xavier.

O docente esclarece, ainda, que em todas as provas pelo menos uma questão solicitando a relação de sentido desses termos pode ser encontrada. Confira um exemplo de questão:

Quem está focado na parte aberta da prova também pode encontrar nos assuntos uma forma de tirar uma boa nota. “O uso adequado dos conectivos e palavras de ligação, além da organização de ideias, vão estabelecer uma competência quatro bem avaliada na redação do Enem”, lembra Xavier. A competência diz respeito à estruturação lógica e formal entre as partes do texto.

Como estudar, então, o assunto? Criar “flashcards” pode ser uma opção boa para os estudantes. De um lado, ele coloca os termos que precisa memorizar; do outro, coloca os sentidos estabelecidos por ela. “O aluno vai estudando e passando os flashcards para dar uma revisada. Um vídeo aula ou até mesmo uma leitura para resumir e fazer os cartões já serão um aprendizado”, explica.

Para o professor, sete conjunções adverbiais e coordenativas específicas merecem atenção: “quando”, “se”, “embora”, “conforme”, “porque”, “mas” e “portanto”. Já as preposições mais comuns, são “em”, “a”, “por”, “com” e “para”.

COMENTÁRIOS dos leitores