Em busca da melhor escola

Especialista explica que aspectos devem ser considerados na procura da instituição que mais atenda às expectativas

por Nathan Santos dom, 18/12/2011 - 09:08
Danilo Bezerra / LeiaJá Imagem Marisa visitou várias instituições, antes de escolher a nova escola dos filhos Danilo Bezerra / LeiaJá Imagem

O ano novo está chegando e com ele vem a hora de escolher a escola dos filhos. É um momento em que muitos pais começam a procurar uma nova instituição de ensino, seja porque o colégio anterior não atendeu as expectativas deles, ou então, pelo prazer de inserir o filho numa instituição de ensino mais conceituada.
 
Marisa Torres Santiago, mãe de Débora e Rivaldo, 10 e 8 anos respectivamente, já precisou transferir as crianças para uma nova escola. Para acertar na escolha, ela visitou várias instituições educacionais. “Meus filhos estudavam numa escola de bairro, até que ela fechou. Daí eu fui a outras escolas e observei muita coisa, como por exemplo, estrutura física, o ensino, os professores, e conversei com alguns alunos antigos”, contou.
 
A mãe também disse que pesquisou bastante para chegar a uma definição. “O boca a boca é muito importante para a gente conhecer mais o colégio. Também pesquisei pela internet, observei o material didático. Sou uma mãe que sempre está presente na escola para saber do desenvolvimento dos meninos e da própria instituição”, explicou Marisa.
 
Essas ações realizadas por Marisa são corretas, de acordo com a pedagoga Edite de Oliveira Dias. Há mais de 20 anos trabalhando com educação, ela orienta os responsáveis sobre o momento de definir a escola dos filhos, em relação às quais aspectos devem ser levados em consideração.
 
Primeiramente, os pais devem conhecer o histórico educacional do colégio. “Eles devem conhecer o referencial do estabelecimento ou se o local tem um bom conceito na formação de ensino continuada para a atualização de conhecimentos do aluno. É importante saber se a escola é regularizada e reconhecida pelo Ministério da Educação”, destacou. Edite também fala sobre os professores: “É essencial saber se eles são comprometidos nos desempenho de suas atividades e se repassam corretamente os assuntos aos estudantes”.
 
Identificar se a instituição possui atividades complementares também é importante, como também observar se o material didático corresponde corretamente aos assuntos das matérias trabalhadas em sala de aula. A pedagoga também dá dicas sobre a estrutura física. “As salas de aula devem favorecer o bem estar dos alunos, ser claras, arejadas e amplas. Os colégios também devem possuir quadras de esportes com cobertura, para que os alunos façam atividades físicas, quadro branco, de preferência, e claro, tudo em ótimo estado”.
    
Outro fator importante é a questão financeira. A pedagoga alerta que as mensalidades devem corresponder a tudo o que a escola oferece. Se os pais notarem algum tipo de gasto desnecessário, podem descartar a escola. O importante, ainda segundo Edite, é encontrar um estabelecimento que reúna muitas das grandes características citadas por ela. Assim, os pais poderão escolher uma instituição de ensino que contribuirá positivamente para a educação dos filhos, não apenas dentro da escola, mas também para com a sociedade.

COMENTÁRIOS dos leitores