Caso Marielle: PF descobre obstrução de investigação

Um delegado da Polícia Federal teria levado uma testemunha para dar falso testemunho e dificultar a solução do caso

qui, 23/05/2019 - 13:45
Reprodução/Facebook/Marielle Franco A vereadora e seu motorista foram assassinados no dia 14 de março de 2018 Reprodução/Facebook/Marielle Franco

Um delegado da Polícia Federal estaria envolvido na tentativa de obstrução do inquérito sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e o seu motorista Anderson Gomes, em março de 2018, após uma emboscada no Rio de Janeiro.

 A informação foi dada na edição desta quinta-feira (23) na coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. O delegado teria levado uma testemunha para dar falso testemunho e dificultar a solução do caso.

 A informação consta do relatório encaminhado pela própria Polícia Federal à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, sobre a investigação do assassinato da vereadora e de seu motorista.

 Dodge exigiu que a Polícia Federal apurasse a conduta de investigadores do caso, no ano passado, depois de várias evidências de irregularidades.

COMENTÁRIOS dos leitores