Governo se colocou em situação de imobilismo, diz Janaina

Na ótica da deputada, o primeiro passo para isso foi o fato de Bolsonaro ter apoiado a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) como presidente da Câmara dos Deputados

seg, 20/05/2019 - 12:50
Agência Brasil/Arquivo Agência Brasil/Arquivo

A deputada estadual por São Paulo Janaina Paschoal (PSL) não tem poupado críticas a atuação política do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e os deputados federais que compõem o partido. Nesta segunda-feira (20), a parlamentar usou as redes sociais para questionar o fato de Bolsonaro ter apoiado a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) como presidente da Câmara dos Deputados. Na ótica de Janaina, o “imobilismo” do governo se dá por culpa da condução de Maia diante das pautas prioritárias da Casa.

Como exemplo disso, a deputada mencionou a aprovação, em março, de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que tira o poder do governo sobre o orçamento anual.

“No início da legislatura, o Governo orientou seus deputados a votarem a favor da PEC que retirou poderes da Presidência da República. Os deputados Carla Zambelli e Eduardo Bolsonaro, que estão convocando as manifestações contra o Congresso, votaram a favor da medida. Por quê?”, indagou Janaina.

“Confrontados com a falta de racionalidade do voto, gravaram vídeos, tentando convencer de que o governo teria ganhando ao perder. Eu não estou mentindo. O governo se colocou na situação em que está”, respondeu em seguida.

Janaina, que foi a deputada mais votada do país em 2018, apontou que os fatos precisam ser analisados em conjunto. “O governo se coloca em uma situação de imobilismo e chama as pessoas para tirá-lo do imobilismo. Por quê?”, questionou.

“Tivesse o Presidente apoiado um presidente da Câmara coerente com os novos paradigmas... Tivesse orientando seus líderes a votar contra medidas restritivas de seus poderes... Tivesse se esforçado para defender a Previdência e, ainda assim, o Congresso o estivesse sabotando, obviamente, eu apoiaria as manifestações. Mas não foi isso que aconteceu”, acrescentou.

A postura de Janaina refere-se aos atos que estão sendo convocados pelo país para o próximo dia 26 em defesa de Jair Bolsonaro e contra a atuação de setores do Congresso Nacional. Nesse domingo (19), a deputada disparou críticas contra a manifestação e disse que os protestos prejudicariam o governo. Ela pontuou ainda que se as ruas estiverem vazias, comparado ao ato em defesa da educação no último dia 15, o presidente vai parar de “fazer drama” e governar o país.

COMENTÁRIOS dos leitores