Ao menos 35 bebês morrem em hospital na Índia

Segundo familiares, as mortes ocorreram devido à falta de reservas de oxigênio na ala infantil no centro médico

sab, 12/08/2017 - 16:09

Ao menos 35 bebês morreram nos últimos três dias no hospital público Baba Raghav Das, do distrito de Gorakhpur, no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, de acordo com autoridades. Segundo familiares, as mortes ocorreram devido à falta de reservas de oxigênio na ala infantil no centro médico. Veículos de imprensa local relatam até 60 mortes.

Os jornais apontam que as mortes começaram depois que a empresa provedora de bombas de oxigênio deixou de entregá-las, aparentemente pela falta de pagamento de faturas de milhões de rupias. O governo Uttar Pradesh ordenou uma investigação.

Os pais disseram que o fornecimento de oxigênio para a enfermaria acabou na noite de quinta-feira e que as famílias dos pacientes receberam sacos autoinfláveis para ajudar as crianças respirarem.

Prashant Trivedi, a principal autoridade de saúde do estado, reconheceu que houve

um problema na tubulação que fornece oxigênio. "Mas a situação foi gerenciada através de cilindros de oxigênio", disse Trivedi.

"A administração do hospital tem bastante oferta de cilindros. Desta maneira, o relato de que as mortes das crianças ocorreram por causa da questão de oxigênio é falsa", rebateu.

Os pais disseram que a empresa que fornece oxigênio ao hospital já havia ameaçado anteriormente a parar a distribuição de oxigênio, a menos que o governo pagasse suas contas atrasadas.

Parmatma Gautam, cujo sobrinho de um mês, Roshan, morreu quando o suprimento de oxigênio parou, disse que as autoridades do hospital e do distrito estavam tentando abafar a inadimplência das contas.

O Ministério de Saúde enviou uma equipe de especialistas para o hospital neste sábado para verificar o que causou as mortes. Fonte: Associated Press

COMENTÁRIOS dos leitores