Por ofensas, Eduardo Costa pode fazer serviços comunitário

Ministério Público sugeriu 50 horas prestação de serviços comunitários para o cantor no processo sobre xingamentos à apresentadora Fernanda Lima

por Paulo Uchôa qua, 17/04/2019 - 09:49
Reprodução/Instagram/@fernandalimaoficial/@eduardocosta Em 2018, o cantor Eduardo Costa chamou Fernanda Lima de 'imbecil' Reprodução/Instagram/@fernandalimaoficial/@eduardocosta

Em novembro de 2018, o sertanejo Eduardo Costa não gostou do discurso feito por Fernanda Lima durante o programa "Amor & Sexo", exibido na TV. Na época, ele classificou a apresentadora de "imbecil" e declarou que ela "só faz programa pra maconheiro, pra bandido, pra esquerdista derrotado".

Segundo informações do colunista Ancelmo Gois, o Ministério Público do Rio de Janeiro, na ação movida por Fernanda, aconselhou que o cantor preste serviços comunitários durante um mês, determinando que 50 horas sejam pagas. Até o momento, Eduardo Costa não se manifestou sobre o assunto.

Após ter xingado Fernanda Lima, Eduardo voltou atrás e se arrependeu do que tinha dito. "Eu escrevi algo a respeito da Fernanda Lima no meu Instagram e eu me arrependo, fui infeliz nas palavras e eu gostaria de pedir desculpas a ela, ao marido e aos filhos dela, para toda a família e para os fãs, porque eu fui infeliz nas minhas palavras", disse, em entrevista ao programa Fofocalizando, no mesmo mês das ofensas contra a esposa de Rodrigo Hilbert.

COMENTÁRIOS dos leitores