Edmar Lyra

Edmar Lyra

Coluna Diária

Perfil:Bacharel em Administração de Empresas e Jornalista profissional, é colunista do jornal Gazeta Nossa da Região Metropolitana do Recife e do jornal Folha do Pajeú do Sertão do Pajeú

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Aliança com Paulo Câmara seria suicídio político de Armando Monteiro

Edmar Lyraqua, 15/11/2017 - 15:32

Não é de hoje que existe nos bastidores uma tese defendendo uma aliança de Armando Monteiro com Paulo Câmara, inclusive no sentido de reeditar a Frente Popular de 2010 tendo Armando e Humberto Costa disputando o Senado na chapa de reeleição de Paulo Câmara. Essa tese ganhou mais força nos últimos dias, porém é evidente que seria um péssimo negócio para Armando formalizar uma aliança com seu algoz de 2014, pois ficaria sem discurso e principalmente sem credibilidade.

Jarbas Vasconcelos e Eduardo Campos formalizaram uma aliança, mas ela veio após uma acachapante derrota de Jarbas para Eduardo numa campanha municipal. Para Eduardo foi um grande negócio, só não foi melhor porque ele morreu, enquanto pra Jarbas foi uma espécie de desmoralização política, que não se agravou por conta da morte de Eduardo. A prova é tanta que até a véspera da morte de Eduardo, Jarbas estava precisando de uma força-tarefa para atingir a casa dos 100 mil votos, e só estourou de votos depois do vácuo deixado por Eduardo.

No caso de Armando Monteiro, há uma diferença elementar. Armando não saiu destroçado das urnas, e caso não deseje disputar o governo, surge como um nome fortíssimo para disputar o Senado. Com uma campanha de tiro curto, duas vagas em disputa e com o elevado conhecimento de Armando perante o eleitorado pernambucano, essas variáveis aliadas a credibilidade dele na política, sobretudo no interior, Armando só perde a disputa se houver uma catástrofe.

Na oposição, Armando teria condições efetivas de se apresentar ao eleitorado na tentativa pelo Senado com grandes chances de êxito. Já apoiando Paulo Câmara, ele ficaria do início ao fim da disputa tendo que se explicar por tamanha mudança de posição, o que abalaria a sua credibilidade e colocaria num risco eminente a sua candidatura a reeleição ao Senado. Portanto, não existem justificativas plausíveis para uma aliança com o Palácio, uma vez que Armando tem uma partida considerável para o Senado e está fincado na mente do eleitor como opositor do governador, a prova é tanta que mesmo na oposição conseguiu manter o seu tamanho praticamente intacto nas eleições municipais de 2016 com vitórias expressivas de aliados.

Boa Viagem - Após 11 anos sem qualquer evento de carnaval em Boa Viagem, o último foi o Balança Rolha em 2007 que foi realizado na semana pré, o bairro ganhará em 2018 o Camarote Carnaval Boa Viagem que ficará no final da Av. Boa Viagem. O anúncio foi realizado pelos produtores do evento ontem e deverá movimentar a Zona Sul do Recife depois de mais de uma década sem grandes eventos na região.

Animação - Com a volta de Bruno Araújo para a planície da Câmara dos Deputados, o ministro da Educação Mendonça Filho voltou a sonhar acordado com a disputa pelo Senado. Realizando um extraordinário trabalho na pasta, Mendonça é o único ministro com condições de disputar o Senado pois Fernando Filho não tem idade e Raul Jungmann está preocupado em garantir um mandato de deputado federal.

Ações - Acompanhado do senador Fernando Bezerra Coelho, o presidente da Caixa Econômica Federal Gilberto Occhi, se reuniu com o prefeito Anderson Ferreira para tratar do programa Jaboatão Invest anunciado recentemente pelo prefeito que visa impulsionar os empreendimentos imobiliários na cidade. O presidente da CEF garantiu empenho para viabilizar a liberação de recursos para ampliar a oferta de moradias na cidade.

Mudança - Conforme antecipado nesta coluna, o PEN, que se chamará Patriotas, saiu das mãos do vereador do Recife Davi Muniz. O partido de Jair Bolsonaro será comandado a nível estadual pelo jornalista Silvio Nascimento, que estava filiado ao PSDB até recentemente. Com a troca de comando a situação de Davi Muniz para montar a chapinha para estadual fica comprometida pois ele ficou mais fragilizado.

RÁPIDAS

Habilidade - No exercício do seu segundo mandato de vereador, o primeiro-secretário da Câmara Municipal do Recife Marco Aurélio (PRTB) vem demonstrando grande habilidade e desenvoltura política. Pré-candidato a deputado estadual em 2018, são boas as chances dele lograr êxito na disputa e chegar a Casa Joaquim Nabuco.

Amanhã - O vereador do Recife, Rinaldo Junior (PRB), criticou o atraso na entrega do Geraldão na tribuna da Câmara Municipal. “O Geraldão vai sair enquanto tiver amanhã. Enquanto tiver amanhã o prefeito vai continuar prometendo a entrega dessa obra.”

Inocente quer saber - Paulo Câmara oferecerá a vaga de senador a André Ferreira como se especula nos bastidores?


Os novatos para a Câmara Federal em 2018

Edmar Lyraqui, 09/11/2017 - 08:35

As eleições de 2018 podem reservar uma série de candidatos novatos para a Câmara Federal, o que configurará numa renovação significativa. Em 2014, 11 deputados federais foram eleitos para um novo mandato, enquanto 14 foram reeleitos. Houve uma mudança de 44% da composição da bancada em relação a que foi eleita em 2010. Muitos são os novatos que nunca exerceram mandato em Brasília que disputam com chances reais de vitória.

O chefe de gabinete do governador Paulo Câmara, João Campos, é o herdeiro político do ex-governador Eduardo Campos. Ele é a principal aposta do PSB para a disputa do ano que vem. Ele não apenas será eleito como figurará no rol do seu deputados mais votados de Pernambuco porque conta com o apoio do governo Paulo Câmara e da gestão Geraldo Julio no Recife, que têm como objetivo elegê-lo com ampla votação.

O deputado estadual Lucas Ramos é mais uma aposta do PSB que disputará com chances reais de vitória um mandato na Câmara Federal. Ele exerce seu primeiro mandato na Casa Joaquim Nabuco mas entendeu que o melhor caminho para a sua trajetória política é chegar a um mandato de deputado federal. Herdeiro do conselheiro Ranilson Ramos, Lucas trabalha para atingir 100 mil votos no ano que vem.

Lider da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Silvio Costa Filho exerce o terceiro mandato de deputado estadual, antes tinha sido vereador do Recife. Herdeiro do deputado federal Silvio Costa, que tentará o Senado, Silvinho é pule de dez para se eleger. Jeitoso e conciliador, ele tem um perfil diferente do seu genitor, mas deverá manter o elevado nível de representatividade do estado em Brasília.

Por fim, o empresário Guilherme Uchoa Júnior, herdeiro do presidente da Alepe Guilherme Uchoa, é mais uma novidade com chances reais de vitória no ano que vem. Júnior Uchoa como é mais conhecido, acompanhou o pai na sua trajetória política e agora decidiu sair dos bastidores para a linha de frente. Habilidoso e com o respaldo do pai, Júnior é candidato de pelo menos 100 mil votos no ano que vem.

Arquivamento - Com a cada vez mais eminente candidatura de Bruno Araújo a deputado federal novamente, o projeto do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira de representar o pólo de confecções na Câmara Federal deve ir para o arquivo. Edson é eleitor de Bruno e só considerava a candidatura a federal se o ministro fosse candidato majoritário.

Emendas - Várias comissões da Alepe fizeram um levantamento e constataram que apenas 9% das emendas parlamentares foram pagas. A Alepe decidiu oficiar a Casa Civil para que seja explicado por quê não foram pagas as emendas, que são impositivas, ou seja, obrigatórias, e apresente um novo cronograma de pagamento. Tem deputado ameaçando romper com o governo porque considera isso uma falta de respeito com a Casa.

Tamanho - Caso se confirme o espaço ofertado ao PP, com a administração de Fernando de Noronha, a secretaria executiva de Recursos Hídricos e a secretaria de Desenvolvimento Social, o deputado federal Eduardo da Fonte estará recebendo seu quinhão no governo Paulo Câmara com juros e correção monetária. Nada mais justo, pois o PP possui o quarto maior tempo de televisão e uma robusta bancada de deputados estaduais.

Insatisfeito - Teve deputado aliado do governador Paulo Câmara que não ficou nem um pouco satisfeito com a ida do secretário de Agricultura Wellington Batista para a sua região e sequer foi informado da visita. É tradição um secretário de estado quando vai a um município chegar acompanhado do deputado da cidade para participar dos atos e consequentemente dividir os louros das ações do governo. A atitude gerou uma chiadeira do deputado em questão que era um poço de mágoas com o Palácio.

RÁPIDAS

Abandono - Imagens que circulam nas redes sociais apontam o verdadeiro abandono da saúde pública em Araripina, no sertão do Araripe. As pessoas precisam passar pela humilhação de chegar de meia noite num posto de saúde para pegar uma ficha e aguardar serem atendidas. Muitas vezes sequer conseguem atendimento. Há uma insatisfação generalizada em Araripina com a gestão municipal por conta do tamanho descaso da prefeitura.

Camuflado - O deputado estadual Paulinho Tomé, guerreiro político camuflado filiado ao PT, teve 33 mil votos em 2014. Agora na busca pela reeleição com uma campanha mais organizada camufladamente tende a surpreender no ano que vem.

Inocente quer saber - A prefeitura do Recife atenderá o requerimento do vereador Marco Aurélio que solicitou providências sobre a invasão do Parque dos Manguezais?


Paulo Câmara toma as rédeas da sua reeleição

qua, 08/11/2017 - 09:58

Eleito com 3.009.087 votos, o equivalente a 68,08% dos votos válidos em 2014, Paulo Câmara teve a dura missão de substituir Eduardo Campos, que se estivesse vivo já seria muito difícil, mas se agravou com sua morte trágica. Qualquer um que assumisse o governo naquelas condições teria um parâmetro muito alto para ser comparado, o que inexoravelmente traria problemas de avaliação tanto da classe política quanto da própria sociedade.

Prestes a findar o terceiro ano do seu governo, Paulo Câmara enfrentou a maior recessão dos últimos tempos no Brasil, que trouxe reflexos negativos inestimáveis para Pernambuco, com aumento de desemprego, queda da arrecadação e consequente aumento da violência. Além disso, o fato de não ser político tradicional pesou mais ainda contra o governador. E há três meses muita gente questionava a viabilidade de Paulo Câmara até mesmo para disputar a reeleição.

Passado esse período, essa dúvida sobre a candidatura de Paulo Câmara em 2018 já não existe mais. O governador arrumou a casa no âmbito político, melhorando a relação com deputados, prefeitos e lideranças de todo o estado, além disso vem fazendo investimentos e entregas, sobretudo na educação e na segurança pública, que ainda é o maior gargalo do seu governo.

Com a contratação de policiais e a inclusão deles nas ruas, o governador conseguiu com ações pontuais melhorar a sensação de segurança nas regiões do estado. A população já sente diretamente os reflexos de uma ação mais firme do governo com redução de assaltos a ônibus e indicativos claros de queda no número de homicídios.

Faltando menos de um ano para a eleição, sentado na cadeira de governador e contando com o apoio irrestrito do seu parceiro Geraldo Julio que realiza uma gestão exitosa no Recife, Paulo Câmara será um adversário difícil de ser derrotado, pois passa seriedade nas suas ações e consequentemente credibilidade. No meio político, até adversários reconhecem a sua largura como pessoa e o seu fino trato com as pessoas, características que o encaminha para um ambiente tranquilo para buscar um novo mandato no ano que vem.

Engana-se profundamente quem pensa que Paulo Câmara está com a reeleição dificil, pois ele é beneficiado por uma unidade no governo, uma harmonia que se instaurou desde as modificações no secretariado, e o peso da caneta que mesmo não sendo tão robusta por conta da queda de receita, não deixa de ser uma caneta que lhe dá melhores condições que seus adversários, que seguem sem se entender quanto a estratégia para combater o governo no ano que vem.

Preferido - Muita gente que está na base do governador Paulo Câmara deseja ter um evangélico na chapa majoritária de 2018. Avaliam que o segmento vem crescendo exponencialmente e ter um representante ao lado do governador é meio caminho andado para conquistar um eleitorado cativo e fiel. O nome de André Ferreira tem sido o preferido de muitos aliados do Palácio do Campo das Princesas para a vaga de senador.

Estratégia - A ordem no PSDB é não fazer nenhum contraponto ao discurso de Daniel Coelho realizado no último domingo. Os tucanos liderados pelo ministro Bruno Araújo avaliam que deixar Daniel falando sozinho é o melhor caminho para que ele caia no esquecimento. Uma liderança do partido lembra que não é a primeira vez que Daniel arruma confusão com as pessoas. No PV ele fez a mesma coisa e os tucanos avaliam que Daniel apenas reforçou sua imagem de desagregador e de complicado.

Novo clima - Com o objetivo de melhorar o rendimento dos estudantes e promover melhores condições tanto para os alunos, quanto para os profissionais de ensino da rede municipal, o prefeito Geraldo Julio lança, nesta quarta-feira, o Programa Novo Clima, que prevê climatização completa das 309 unidades de ensino do município até 2019. No total, serão investidos R$ 15 Milhões em aquisição, instalação e manutenção dos equipamentos de ar-condicionado e, ao final do programa, todos os 90 mil alunos, 6.925 professores e demais profissionais de educação serão beneficiados com ambientes totalmente climatizados.

Federal - O secretário de Administração Milton Coelho, que é considerado um dos quadros mais qualificados do PSB, vem pavimentando sua candidatura a deputado federal em 2018. Da cozinha de Eduardo Campos, Milton já foi vice-prefeito do Recife durante a gestão João da Costa entre 2009 e 2012 e agora tenta, com boas chances, chegar a um mandato na Câmara Federal.

RÁPIDAS

Macaparana - Após ser absolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, o ex-prefeito de Macaparana Paquinha foi recebido com festa no município. A cidade governada por Maviael Cavalcanti se arrependeu da escolha e dá ao prefeito uma elevada reprovação. Livre para ser candidato, Paquinha disputará a prefeitura em 2020 com o objetivo de voltar ao cargo pelos braços do povo.

Liderança - Realizando uma gestão exitosa em Serra Talhada, o prefeito Luciano Duque vem se consolidando como a principal liderança do sertão do Pajeú. Nas eleições de 2018 mesmo que não seja candidato terá um papel relevante na região, pois possui seriedade e credibilidade, governando a cidade com um olhar desenvolvimentista que coloca Serra na vanguarda do avanço econômico.

Inocente quer saber - Pra quanto melhorou a avaliação do governo Paulo Câmara nos últimos dias?


A Lei do Retrocesso quer acabar com o Uber

Edmar Lyrater, 31/10/2017 - 09:21

O Senado Federal aprecia nesta terça-feira o Projeto de Lei Complementar 28/2017 que visa regulamentar o Uber, o Cabify e outros aplicativos de transporte particular. Se o texto for aprovado da forma como está se propondo, estará sendo criada uma jabuticaba, e um contrassenso jurídico pois a Lei que está sendo apresentada quer tratar de forma igual os diferentes.

É importante salientar que em Recife temos aproximadamente 6 mil táxis, onde parte significativa deles são provenientes de frotas de veículos que em outros tempos chegaram a custar mais de R$ 100 mil reais uma praça. Além de o táxi ser um serviço precarizado por vários fatores já discutidos pela sociedade, trata-se de um serviço caro e muitas vezes desrespeitoso com os clientes.

Também é importante frisar que os taxistas possuem descontos de mais de 30% na compra de veículos novos, não pagam IPVA e ainda podem circular por faixas exclusivas de ônibus, numa diferença clara de benefícios em relação ao motorista de Uber, que paga IPVA, paga o valor integral do veículo e ainda precisa seguir uma série de normas para poder prestar o serviço no Uber.

Diferentemente do que se diz, o Uber paga imposto sim sobre suas operações, ele intermedia uma relação de consumo entre motorista e passageiro e fica com 25% da corrida, os outros 75% são do condutor do veículo. O Uber significou para o Brasil uma oferta de um serviço de qualidade para a população e que gerou uma movimentação significativa de recursos e ocupações para pessoas quer estavam desempregadas, diminuindo o impacto da crise para passageiros e motoristas.

Ficar contra o Uber é ficar contra o direito de escolha do consumidor, é ficar contra a liberdade do mercado, e mais do que isso é desconsiderar o avanço tecnológico que permitiu um serviço de qualidade para quem foi desrespeitado a vida inteira por muitos taxistas que se negavam a fazer corridas por serem perto demais, por pegar carros com cheiro de cigarro, que não ligavam ar-condicionado e que extorquiam o cliente em grandes eventos cobrando valores exorbitantes.

Proibir o Uber é um dos maiores retrocessos que o Senado estará cometendo hoje, indo de encontro a um serviço majoritariamente aprovado pela população em detrimento de um serviço ultrapassado e desrespeitoso com o cliente. Estão querendo suprimir o maior direito que o cidadão pode ter, que é o de escolha.

Federal - O advogado trabalhista Arnaldo Delmondes, que disputou o quinto constitucional do TRT em 2016, será candidato a deputado federal pelo PHS em 2018. Com raízes em Araripina, sua cidade natal, Delmondes trabalha para conquistar a confiança dos eleitores do sertão do Araripe, que são mais de 300 mil pessoas.

Qualidade - O deputado federal Tadeu Alencar, apesar de exercer seu primeiro mandato, tem se constituído num dos parlamentares mais qualificados de Pernambuco. Tadeu tem se posicionado de forma contundente sobre temas espinhosos e vem ganhando o reconhecimento da sociedade como alguém que faz por merecer estar em Brasília.

Pleito - O vereador de Petrolina Ruy Wanderley esteve reunido em Araripina com o deputado estadual André Ferreira. Na ocasião, Ruy solicitou ao deputado, que é pré-candidato a senador, que intercedesse junto às autoridades para que fosse implantado o bônus regional do ENEM para a Univasf e demais instituições de Petrolina no sentido de beneficiar o ingresso dos alunos nascidos na cidade no ensino superior como já é adotado em outras cidades do Brasil.

Crítica -  A discussão dos ministros Luís Eduardo Barroso e Gilmar Mendes durante sessão do Superior Tribunal Federal (STF) motivou pronunciamento do deputado estadual Romário Dias (PSD), no fim da tarde desta segunda-feira (30), na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Segundo o parlamentar, a confusão, que ocorreu na última quinta-feira (26), “foi uma discussão patética que envergonha o País”.

RÁPIDAS

Pré-campanha - A publicitária Fabiola Cabral, pré-candidata a deputada estadual, vem acompanhando o prefeito Lula Cabral nas suas ações pelo Cabo de Santo Agostinho. Foi assim na inauguração do Hospital Infantil do Cabo. Fabiola dirige as campanhas do pai desde 2004 e agora tem seu nome ventilado para tentar um mandato na Assembleia Legislativa de Pernambuco em 2018.

Solidariedade - A chapa do Solidariedade, que terá Alberto Feitosa disputando a reeleição e Claudia Cordeiro, primeira-dama de Olinda, poderá receber o reforço do ex-deputado estadual André Campos, que está na secretaria-executiva de articulação política da Casa Civil. André é uma figura que circula muito bem na Alepe e todos na Casa desejam a sua volta como deputado estadual.

Inocente quer saber - Michel Temer fará uma reforma na equipe ministerial ainda em 2017 como exigiu o centrão?


PSDB não tem força pra lançar candidato em 2018

Edmar Lyraseg, 30/10/2017 - 09:23
Mais uma pesquisa foi divulgada no final de semana e constatou que o PSDB possui seus dois principais candidatos patinando na disputa de 2018. Tanto o governador de São Paulo Geraldo Alckmin quanto o prefeito João Doria possuem apenas um dígito nas pesquisas e apresentam muita fragilidade política e eleitoral para encontrar um discurso em 2018.
O PSDB apoia Michel Temer, tendo quatro ministros no seu governo, mas não conseguiu capitalizar os avanços do governo e ainda tem que dividir o ônus da rejeição do presidente. Num cenário como o que está se desenhando, o PSDB não terá como se descolar do governo Temer, então não restará caminho para o partido senão apoiar uma eventual candidatura do atual mandatário do Planalto a reeleição.
O partido não tem discurso em 2018 para lançar um candidato a presidente. Seu principal nome, o prefeito João Doria, acabou mergulhando num ostracismo jamais visto. Saiu de sensação da política brasileira para o posto de alguém que tem uma rejeição galopante e que o transforma num candidato extremamente frágil no ano que vem.
O governador Geraldo Alckmin, por sua vez, segue patinando nas pesquisas e não consegue ultrapassar as fronteiras de São Paulo. Apesar de fazer um governo exitoso no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin segue rejeitado pelo povo brasileiro. As chances de o PSDB acabar abdicando de lançar candidato após sete eleições presidenciais aumentam a cada dia.
Apesar de o PT ter perdido o governo federal com o impeachment de Dilma Rousseff, o maior prejudicado com a saída dela foi o PSDB, que tem Aécio Neves correndo da prisão e Alckmin e Doria rejeitados pelo povo brasileiro. Há muito tempo o PSDB deixou de ser alternativa de poder no Brasil.
Uber - O Senado quer destruir um dos maiores avanços tecnológicos para a sociedade que são os aplicativos de transporte como Uber e Cabify. Num momento de crise econômica como o que vivenciamos, os aplicativos facilitaram a vida das pessoas, permitindo um serviço de qualidade e mais em conta que o táxi. A sociedade precisa se unir contra o PLC 28/2017 que representa um grande retrocesso para o Brasil.
Giro - Em visita as cidades de Carpina, Paudalho (Mata Norte) e Cumaru (Agreste), no sábado (28), o senador Armando Monteiro (PTB-PE) reuniu-se com diversas lideranças políticas, participou de procissão, encontrou-se com blogueiros e radialistas, entre outras atividades. As agendas tiveram por objetivo discutir ações estratégicas para o desenvolvimento dos municípios, avaliar a situação do Estado – sobretudo no que tange à questão da segurança pública –, e ouviu as demandas das comunidades. Os deputados federais Ricardo Teobaldo (Podemos) e Silvio Costa (Avante) acompanharam os compromissos.
Negativo - Segundo levantamento encomendado pelo próprio partido, 98% das menções ao PSDB nas redes sociais são negativas, o que mostra uma ampla rejeição do povo brasileiro aos tucanos, que de acordo com a sondagem não elegerão o próximo presidente para 75% dos entrevistados. O partido também perde em engajamento nas redes sociais para Rede, PT, PCdoB e do PMDB de Michel Temer.
Duplicação - Nesta terça-feira o povo do Polo de Confecções de Pernambuco vai participar desse grande acontecimento para a região que é a assinatura da ordem de serviço para a Duplicação da BR-104 entre Pão de Açúcar e Toritama. A estrada que corta o polo é responsável pelo escoamento da produção e representa um grande anseio da população. O ato contará com a presença do governador Paulo Câmara, do deputado Diogo Moraes, do Secretário de Transportes Sebastião Oliveira e do Ministro dos Transportes Maurício Quintella.
RÁPIDAS
Intolerância - As pessoas que pedem mais amor por favor silenciaram com as cenas de barbárie contra simpatizantes de Jair Bolsonaro durante a exibição do documentário Jardim das Aflições do filósofo Olavo de Carvalho na UFPE. Depois os intolerantes são os que votam em Jair Bolsonaro, mas todo mundo sabe que a intolerância está do outro lado.
Elogios - Com pouco tempo a frente da secretaria de Agricultura, Wellington Batista vem recebendo elogios da classe política pela sua simplicidade e sua atenção às demandas de deputados e prefeitos em todo o estado.
Inocente quer saber - Os senadores irão ter a petulância de se colocar contra um serviço que é aprovadíssimo pela população como o Uber?
 

Temer garante nova vitória e ficará até dezembro de 2018

Edmar Lyraqui, 26/10/2017 - 09:47

Em menos de noventa dias o presidente Michel Temer teve que enfrentar duas denúncias para permanecer no cargo. Na primeira, ele acabou vitorioso com 263 votos a seu favor, e havia grande expectativa para a votação de ontem, não a respeito do resultado final, apenas sobre de quanto seria a margem do presidente que tinha a vitória encaminhada.

O dia de ontem foi um dia atípico, pois havia forte expectativa se ocorreria a votação da denúncia ou se ela seria adiada. Inclusive a dúvida se agravou quando o presidente, por volta de meio-dia teve que ser internado por conta de um problema urológico. Como Temer é o principal articulador do governo, sua ausência abriu rumores para o adiamento da votação, fato que não se confirmou.

Mesmo internado, o presidente acabou atingindo 251 votos pelo arquivamento da denúncia, e sepultando a última flechada desferida contra o seu governo pelo ex-PGR Rodrigo Janot. A vitória, com margem menor que a primeira denúncia, deu a sobrevida necessária para que Temer possa conduzir o Brasil a mares mais calmos.

Apesar de muitos apontarem para a diminuição do número de votos a favor do presidente, é pertinente reconhecer que atingir quase cem votos a mais do que os necessários para arquivar a denúncia para qualquer governo seria difícil, e para um governo com apenas 3% de ótimo/bom, a situação era ainda mais complicada. Temer conseguiu vencer mais uma batalha no Congresso, tendo quase 100% de aproveitamento nas votações de interesse do governo.

O presidente, novamente vitorioso, ficará até 31 de dezembro de 2018 e terá a missão de garantir a retomada da economia que vem se recuperando mês após mês. Não dá pra diminuir a vitória de Temer ontem. Ele novamente deu aula de como se lida com os parlamentares e por mais críticas que existam quanto aos mecanismos utilizados, é sempre importante frisar que todos os meios fazem parte da legalidade e não há nenhuma moeda de troca que não foi utilizada em outrora pelos seus atuais opositores.

Destino - Após oficializar a sua saída do PSB, o ministro de Minas e Energia Fernando Filho deverá ter como destino o Democratas do presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia. A entrada no partido, em comum acordo com o presidente Michel Temer, tem o objetivo de garantir o apoio do DEM a candidatura de Fernando Bezerra Coelho a governador pelo PMDB em 2018.

Desagregador - O ministro da Educação Mendonça Filho novamente fez jus a sua fama de desagregador quando rompeu com um prefeito da Região Metropolitana exclusivamente por questões provincianas. Mendonça até faz um bom trabalho no MEC e tem grande capacidade de gestão, mas não consegue agregar as pessoas construindo pontes, pelo contrário, ele é adepto a construir muros.

PSDB - O diretório estadual do PSDB marcou para o dia 5 de novembro a convenção do partido que  escolherá a nova executiva. Presidido pelo deputado estadual Antônio Moraes, o partido será comandado pelo ministro das Cidades Bruno Araújo, que é deputado federal licenciado. Durante o período em que presidiu o PSDB, Antônio Moraes conquistou a simpatia e o respeito de quase todos os seus correligionários, menos o de seu adversário Elias Gomes.

Visita -  Na última terça-feira (24), a prefeita do Ipojuca, Célia Sales, acompanhada do secretário municipal de governo, Romero Sales, e do chefe de gabinete, Marco Antônio, recebeu a visita do presidente de Suape, Marcos Baptista, que agregou ideias e projetos para alavancar ainda mais a economia da região. Para ajudar no desenvolvimento do município, ele se colocou a disposição do Poder Público Municipal. Também participou da reunião, o coordenador jurídico de Suape, Pedro Pontes.

RÁPIDAS

Imóveis - O prefeito do Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira assinou decreto que libera a construção de 27 empreendimentos imobiliários na orla dos bairros de Piedade e Candeias. O ato aconteceu durante o lançamento do projeto Jaboatão Invest, com a presença de empresários da construção civil e do ramo imobiliário. A previsão é de um investimento acima de R$ 620 milhões e a expectativa do setor é de que sejam gerados 16 mil empregos diretos e indiretos.

Potencial - Considerado o melhor prefeito da história do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral tem plenas condições de lançar um candidato a deputado estadual e outro a deputado federal do município no ano que vem. Lula será um ator estratégico nas próximas eleições e por isso tem sido cobiçado pelo governador Paulo Câmara e pelo senador Fernando Bezerra Coelho que se enfrentarão em 2018.

Inocente quer saber - Quando o presidente Michel Temer anunciará a reforma tributária?


Michel Temer terá nova vitória na Câmara dos Deputados

Edmar Lyraqua, 25/10/2017 - 13:09

Desde o impeachment de Dilma Rousseff que o presidente Michel Temer conquistou quase 100% de aproveitamento nas votações de interesse do Planalto no Congresso. Na denúncia de agosto, Temer conquistou quase 300 votos entre ausências e votações a favor do relatório, onde todas beneficiavam o presidente.

Para o dia de hoje, salvo tenha adiamento da votação, a Câmara dos Deputados apreciará a segunda denúncia contra o presidente que foi apresentada pelo ex-procurador geral da República Rodrigo Janot, e a expectativa é que o presidente consiga novamente se livrar. Ele precisa de 172 votos entre abstenções e votos a favor do relatório que rejeita a denúncia contra o presidente. Pelas contas de muita gente, o presidente deve alcançar pelo menos 250 votos a seu favor, entre ausências, abstenções e votos pelo relatório que pede o arquivamento da denúncia.

Vencendo mais este obstáculo, o presidente virará a página e terá condições de retomar agendas de interesse do país que beneficiem a retomada da economia, como por exemplo a reforma tributária que criará um ambiente mais competitivo para as empresas e permitirá, junto com a reforma trabalhista já aprovada e que começa a vigorar em novembro, a criação de novos empregos.

Temer se utilizou de mecanismos que são criticados pelos seus opositores, mas todos os mecanismos, como a liberação de emendas, estão previstos na Constituição Federal. O que diferencia Temer de sua antecessora é o fato de conhecer como a palma da sua mão o Congresso Nacional e fazer política 24 horas por dia. Temer é um animal político, e por mais rejeitado que seja perante a população, sabe exercer o cargo de presidente com o jogo de cintura necessário para o posto.

A partir de amanhã, com a denúncia sepultada, o Brasil espera que a crise política perca força para dar lugar a retomada da economia com as medidas acertadas do ministro da Fazenda Henrique Meirelles vem realizando, e que muito mais empregos sejam criados, pois um milhão de brasileiros já voltaram aos postos de trabalho.

Aprovado - Foi aprovado na Comissão de Constituição, Legislação e Justiça o Projeto de Lei 1550/2017 do deputado estadual Aluisio Lessa (PSB) que visa destinar 10% das verbas do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para ações de segurança pública por parte dos municípios. O objetivo do PL é possibilitar o auxílio das prefeituras ao Estado no combate à violência. Com esses recursos estabelecidos, os gestores municipais poderão aplicá-los em diversos pontos, como iluminação de ruas, instalação de câmeras de monitoramento, aprimoramento da guarda municipal, entre outros pontos.

Investimento - A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes lançará, às 9h desta quarta-feira, o projeto Jaboatão Invest, com o objetivo de facilitar e incentivar o setor da construção civil a investir no município. Há projetos imobiliários congelados há cinco anos que receberão autorização serem construídos. Na ocasião, o prefeito Anderson Ferreira reunirá empresários, corretores e outros setores para apresentar as ações e medidas que serão oferecidas pela gestão municipal.

Prêmio - Por votação popular, o Prêmio Congresso em Foco 2017 elegeu o vice-líder da oposição na Câmara dos Deputados, Sílvio Costa (Avante), como o mais atuante deputado federal de Pernambuco. Na categoria Melhores Deputados do Ano, no site do Congresso em Foco, Sílvio Costa foi o deputado da bancada pernambucana que recebeu o maior número de votos - no ranking por Estado -, conforme a apuração final do Prêmio Congresso em Foco 2017. Na categoria “Melhores Senadores do Ano”, por votação popular, o senador Armando Monteiro foi eleito o melhor senador de Pernambuco.

Derrota - O ministro do Superior Tribunal de Justiça Sebastião Reis Júnior manteve o afastamento do prefeito Bruno Pereira do cargo em São Lourenço da Mata. Com esta nova derrota, fica cada vez mais difícil a sua volta. Há informações que o processo de Bruno é cabeludo e as denúncias apresentadas são apenas a ponta do iceberg.

RÁPIDAS

Reforço - O deputado estadual Beto Accioly (PSL), que está realizando um excelente mandato na Alepe, recebeu o apoio do ex-prefeito de Belém de Maria Tio Correia para a sua reeleição. Beto tem ampliado suas bases e disputará a reeleição com boas chances de vitória. Tio Correia também decidiu apoiar a candidatura do secretário de Administração Milton Coelho a deputado federal.

Desafio - Mesmo correndo um sério risco de ver seu pupilo Raul Henry perder o comando estadual do PMDB, o deputado federal Jarbas Vasconcelos decidiu desafiar novamente o presidente Michel Temer e afirmou que votará pela abertura da denúncia. Ou Jarbas não quer mais ficar no PMDB ou então ele tem absoluta certeza que Temer e companhia são frouxos.

Inocente quer saber - Com quantos votos Michel Temer arquivará a denúncia contra ele na Câmara dos Deputados?


A encruzilhada do PT de Pernambuco

Edmar Lyrater, 24/10/2017 - 11:31

O PT nunca conseguiu ser protagonista da política estadual, na época em que tinha a faca e o queijo na mão para eleger o governador de Pernambuco em 2006 optou pelo nome mais fraco, já rejeitado nas urnas, e terminou tendo que apoiar Eduardo Campos no segundo turno. Aquela eleição iniciaria um processo de subserviência e coajduvância do PT em relação a hegemonia do PSB.

Até a prefeitura do Recife que desde 2001 tinha se tornado um feudo do partido foi retirada por Eduardo Campos, que conseguiu eleger Geraldo Julio. Tão logo houve a vitória de Geraldo, o PT amargaria mais duas derrotas, uma em 2014 para Paulo Câmara apoiando Armando Monteiro e outra para o próprio Geraldo em 2016.

Quando tudo convergia para uma candidatura própria do partido ao Palácio do Campo das Princesas com a vereadora Marília Arraes, oriunda do PSB, eis que alguns petistas sinalizaram para a retomada da aliança com o PSB quebrada em 2012 quando Eduardo se valeu das brigas e da fragilidade do partido. Daquele período pra cá, muita coisa aconteceu, inclusive a morte de Eduardo, o impeachment de Dilma Rousseff com o apoio do PSB e por fim a derrota de João Paulo, que tinha se tornado um mito no Recife, mas viu sua popularidade ir pro saco contra Geraldo Julio.

O partido está entre o orgulho ferido de lançar uma candidatura própria de Marília Arraes, que não tem estrutura, e colocar em xeque a vida dos seus candidatos proporcionais ou colocar o rabo entre as pernas e se aliar novamente ao PSB para tentar eleger João Paulo, Humberto Costa, Marília Arraes, Teresa Leitão e Odacy Amorim para mandatos proporcionais. Essa avaliação tem que ser feita pelo próprio PT, pois ambas possuem riscos significativos, com ônus significativo para a decisão que for tomada.

De todos os partidos que estão direta ou indiretamente ligados à sucessão de Paulo Câmara em 2018, o que tem maior dificuldade é o PT, que sabe que Lula não poderá ser candidato a presidente e consequentemente fragilizará ainda mais o partido e terá que escolher entre caminhos tortuosos e complexos para o partido que venceu as últimas quatro eleições presidenciais.

Homenagem - Está marcada para hoje, às 18 horas, na Assembleia Legislativa de Pernambuco, uma Sessão Solene em comemoração ao centenário de nascimento do industriário Paulo Petribú. O autor do requerimento foi o deputado José Humberto (PTB). Falecido em 2007, Paulo Petribú se notabilizou por uma trajetória que foi responsável por criar um forte e respeitado conglomerado empresarial no Estado.

Majoritário - Pré-candidato a deputado estadual em 2018, o secretário de Educação de Ipojuca Romero Sales (PTB), que é esposo da prefeita Célia Sales, deverá sair majoritário da cidade no ano que vem. Romero terá como adversários Pedro Serafim Neto, que está com a reeleição dificílima, e Simone Santana, que deverá ter menos votos do que em 2014.

Rompimento - Está cada vez mais evidente o rompimento da prefeita de São Bento do Una Debora Almeida com o governador Paulo Câmara. Apesar de filiada ao PSB, Debora deverá seguir Bruno Araújo em 2018, inclusive podendo cerrar as fileiras na sigla tucana. Debora votou em Raquel Lyra para estadual e Bruno Araújo para federal em 2014.

Interação - Os prefeitos de Caruaru Raquel Lyra e de Gravatá Joaquim Neto, ambos do PSDB, decidiram realizar lives no Facebook para prestar conta dos seus mandatos. A sacada permite uma maior interação com os eleitores, que geralmente enviam mensagens respeitosas aos gestores, que estão dando um grande exemplo positivo aos seus colegas prefeitos que deveriam fazer o mesmo.

RÁPIDAS

Apoio - A Rádio Maranata, que é comandada por André Carvalho, vem defendendo abertamente um nome do segmento evangélico para o Senado em 2018. Além do nome do deputado estadual André Ferreira (PSC), o diretor da Maranata também vê com bons olhos a postulação da vereadora do Recife Michelle Collins (PP) para representar o setor no ano que vem.

Rádio - A Rádio Asa Branca AM 1570 de Salgueiro é mais uma emissora a receber nossos comentários políticos. Com ela já são mais de cinquenta rádios espalhadas por todo o estado. O programa Política em Foco, comandado por Marcelo Lima e Maurício Ribeiro, vai ao ar de segunda a sexta a partir das 13 horas.

Inocente quer saber - Por quê Fernando Bezerra Coelho deu uma mergulhada nos últimos dias?


A privatização da Arena Pernambuco

Edmar Lyraseg, 23/10/2017 - 13:05

Construída para ser sede da Copa do Mundo, a Arena Pernambuco teve seu cronograma de obras antecipado para sediar a Copa das Confederações em 2013, o que aumentou significativamente o custo da obra. O projeto Cidade da Copa não se materializou e hoje a Arena deixou de ser atrativa para os clubes pernambucanos por conta da ausência de mobilidade urbana que não foi realizada por falta de estrutura do estado em implementar tudo isso.

Ano após ano a Arena Pernambuco vem dando um grande prejuízo aos cofres públicos. A PPP executada com o Consórcio liderado pela Odebrecht foi coisa de pai pra filho, mas que o governador Paulo Câmara tomou a atitude acertada de ingressar na justiça para quebrar o contrato com a empreiteira e passou a assumir a gestão do empreendimento que ficou a cargo da secretaria de Turismo, Esporte e Lazer.

No Brasil há um modelo de concessão que deu certo na construção de uma Arena, que é o Allianz Parque, do Palmeiras. O modelo de negócio permitiu ao clube paulista um estádio de primeiro mundo, sem um centavo de dinheiro público e está se mostrando rentável, pois saiu da lógica dos estádios superfaturados e mal geridos pelo setor público.

É possível que se discuta abertamente o processo de privatização da Arena Pernambuco, numa venda que tiraria dos cofres públicos a responsabilidade da manutenção do empreendimento, que ainda custa muito caro e segue dando prejuízo, bem como o valor de venda pudesse permitir uma folga no caixa do estado.

Vender a Arena é reconhecer que foi um tremendo equívoco construí-la, mais do que isso, é evitar que este equívoco siga sendo coberto às custas do povo pernambucano. Está mais do que na hora desse tema ser discutido pela sociedade pernambucana e que as autoridades tratem o assunto com a seriedade que ele merece.

Boa Viagem - Após muitos anos sem ter um representante legítimo do bairro, Boa Viagem ganhou nesta legislatura o vereador Wanderson Florêncio (PSC) que já tinha um trabalho consolidado em Setubal, mas que agora tem conquistado passarela para o residencial Boa Viagem, requalificação de ruas e agora luta junto ao prefeito Geraldo Julio para a implementação de um parque verde perto da Via Mangue.

Pesqueira - O governador Paulo Câmara decreta, nesta segunda-feira, a desapropriação do imóvel que sediava a Fábrica Peixe, no município de Pesqueira (Agreste), para fins de utilidade pública. No local, será construído um centro de compras, numa parceria do Governo do Estado com a Prefeitura de Pesqueira.

Santos Dumont - Além do Parque Dona Lindu e o Parque Boa Viagem, que está em vias de ser implementado, o Santos Dumont está sendo requalificado para atender não só a comunidade esportiva de Pernambuco como também os moradores de Boa Viagem e adjacências para atividades físicas. O empreendimento está sendo tocado por Felipe Carreras e custará R$ 20 milhões de um convênio com o ministério dos Esportes.

Palestra - O procurador do Ministério Público de Contas, Cristiano Pimentel, ministrará palestra nesta segunda-feira aos vereadores do Parlamento Jovem do Recife. Na pauta, o papel do parlamentar na fiscalização do executivo. Idealizado por Silvio Costa Filho em 2005, o Parlamento Jovem está sendo tocado pelo vereador Wanderson Florencio.

RÁPIDAS

Inauguração - O vereador Marco Aurélio (PRTB), primeiro secretário da Câmara de Vereadores do Recife comemora a conclusão dos trabalhos de novos espaços criados no prédio da Câmara e que serão entregues pela mesa diretora para funcionamento, nesta segunda, às 14h30, no piso térreo, da sede do legislativo Municipal.

Homenagem - Serão inaugurados um refeitório para atender aos funcionários, uma sala para os motoristas que ganha o nome de sala vereador Gilberto Luna e os banheiros completos para atender a todos que frequentam o prédio sede. A alteração feita na estrutura visa atender a demanda antes dividida em espaços inadequados na Casa.

Inocente quer saber -  A Assembleia de Deus de Pernambuco deu aula a Obra de Maria de como se comportar diante da presença de autoridades?


A economia poderá cacifar Michel Temer em 2018

Edmar Lyrasex, 20/10/2017 - 09:01

"É a economia, estúpido!", uma célebre frase dita por James Carville, marqueteiro de Bill Clinton durante a campanha presidencial de 1992 que serve para ilustrar que política e economia caminham juntos. Na política brasileira, o Plano Real foi capaz catapultar Fernando Henrique Cardoso nas eleições de 1994 contra Lula, então líder absoluto nas pesquisas. A queda abrupta da inflação permitiu que o então ministro da Fazenda de Itamar Franco fosse candidato e vencesse a disputa. Se houvesse reeleição naquela época, certamente Itamar teria sido o candidato e muito provavelmente teria logrado êxito.

Em 2006, alvejado pelo Mensalão, Lula conseguiu se recuperar das graves denúncias de corrupção que envolviam o seu governo, e acabou sendo reeleito. Tudo isso graças ao boom econômico que fazia do Brasil uma das economias emergentes em maior crescimento do planeta. A população que beirava o pleno emprego e tinha seu poder de compra garantido comprou a ideia de Lula e não só o reelegeu como em 2010 elegeria Dilma Rousseff.

A economia novamente fez com que os casos de corrupção do governo de Dilma Rousseff fossem amplificados. A população que havia reeleito Dilma em 2014 por não conhecer a realidade econômica do país na época, foi às ruas em 2015 e 2016 e culminou no impeachment. Pedaladas fiscais foram apenas a cereja do bolo para a queda de um governo que não tinha eira nem beira e que não tinha mais a menor condição de oferecer uma agenda de retomada ao país.

No governo Michel Temer é latente a crise ética e moral que envolve a figura do presidente e toda a classe política. Mas também é indiscutível que a economia pouco a pouco vem se restabelecendo no Brasil. No último trimestre foram criadas mais de um milhão de vagas de empregos formais, a inflação tem o menor índice desde o início do Plano Real e a taxa básica de juros, a Selic, cai mês após mês, criando um ambiente propício para uma retomada da economia que pouco a pouco será percebida pela maioria da população.

Michel Temer não possui nenhum impedimento para ser candidato a reeleição, apesar de possuir apenas 3% de aprovação e sequer ser cotado para disputar a reeleição, ele é o fiador desta recuperação econômica. A medida em que a população perceber a retomada da economia, tende a colocar, tal como fez com Lula em 2006, as denúncias de corrupção como fator secundário. Sobretudo porque não há nenhum candidato despontando como favoritíssimo em 2018. Quem tiver tempo de televisão, estrutura de palanques estaduais e uma maior robustez de apoio do PIB nacional, terá condições de disputar com boas chances a presidência. Com a economia num claro viés de recuperação não existe outro nome para representar o legado da recuperação econômica do que o próprio presidente. A economia poderá fazer Temer de rejeitado a um potencial candidato a reeleição em 2018, uma vez que corrupção não é uma prerrogativa exclusiva do presidente, mas de quase toda a classe política.

Capibaribe - Por iniciativa do deputado estadual José Humberto (PTB) foi criada na Assembleia Legislativa de Pernambuco a Frente Parlamentar de Perenização, Despoluição e Revitalização do Rio Capibaribe. Natural de Limoeiro, município que é cortado pelo Capibaribe, o parlamentar é entusiasta da ideia de recuperação, preservação e desenvolvimento desta importante bacia hidrográfica do Estado, para isto levará esta discussão para vários municípios do interior e região metropolitana.

Estadual - Segundo colocado na disputa pela prefeitura de Jaboatão dos Guararapes em 2016, o ex-vereador Manoel Neco está costurando sua candidatura a deputado estadual em 2018. Ele espera sair da cidade com 25 a 30 mil votos e alcançar o resto da votação em dobradinhas com federais em outras cidades. Neco, que já foi deputado estadual, pode voltar a ter um mandato na Alepe em 2019.

Adutora - O governador Paulo Câmara lançará, nesta terça-feira, o edital de licitação para definir a empresa que vai construir a Adutora de Serro Azul. O objetivo é que o empreendimento transporte a vazão de 500 litros de água por segundo a partir da Barragem de Serro Azul, em Palmares, Mata Sul do Estado, para abastecer 800 mil pessoas em dez cidades da região Agreste. Para a construção da adutora, serão investidos cerca de R$ 200 milhões, recursos viabilizados pelo Governo de Pernambuco junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Marcantonio Dourado - Exercendo o oitavo mandato de deputado estadual, Marcantonio Dourado (PSB) reunirá os colegas deputados no buraco frio da Alepe para a comemoração do seu aniversário num almoço que deverá ser muito prestigiado. Natural de Lajedo, Marcantonio é uma figura atenciosa e querida pelos que fazem a Casa Joaquim Nabuco.

RÁPIDAS

Chapa - Quando o presidente Michel Temer superar esta nova denúncia na Câmara dos Deputados, o Palácio do Planalto pretende intensificar a retomada da pauta econômica nas votações do Congresso. Se a economia der sinais claros de retomada, já se fala numa chapa presidencial com Michel Temer na cabeça e Henrique Meirelles na vice-presidência.

Comunicação - A comunicação do governo federal deveria ser mais agressiva, com aspectos voltados para a retomada da confiança dos brasileiros na economia, na capacidade do Brasil de superar desafios, etc. O governo federal perde, com campanhas insossas, uma grande oportunidade de através da publicidade institucional melhorar a sua imagem perante a população.

Inocente quer saber - O PSDB vai acabar não lançando candidato a presidente da República em 2018?

Páginas