Luiz Mendes

Luiz Mendes

Deixa que eu chuto

Perfil: Graduado em Jornalismo pela Faculdade Maurício de Nassau. Começou a carreira trabalhando em rádio e atualmente é editor de esportes do LeiaJá

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

A chata numerologia da bola

Luiz Mendesqua, 11/03/2015 - 09:44

Futebol não é ciência exata. O Imponderável de Almeida, personagem de Nelson Rodrigues, às vezes entra em campo. Há quem se divirta com números e queira colocá-los em todos os cantos, inclusive no esporte bretão.

Não gosto de matemática, prefiro história. Toda partida, por pior que seja, é uma epopeia. Parte o sofrido coração torcedor o resumo de uma peleja na frieza dos cálculos.

22 jogadores em 90 minutos + tempo extra. Um no tradicional 4-4-2 x um moderno 4-1-4-1 e seu espetacular falso 9.

O parágrafo acima poderia ser uma questão objetiva da prova do Enem, mas é só futebol. Pasmem.

Não sou contra os números. Reconheço que a evolução do esporte passa pelos avaliadores de desempenho e suas equações, mas todos os números voltam a ser meros números quando o atacante do time adversário costura a defesa e mete no fundo das redes. Talento e improviso não se quantificam.

Recentemente Lucas Silva foi contratado pelo Real Madrid e foi logo para o time titular. A imprensa espanhola fez beicinho. Queriam que o novato fosse passar um tempo no banco de reservas. Uma das justificativas era que antigo dono da posição tinha a média de 92% de passos certos durante o jogo, enquanto o brasileiro tinha apenas 90%. Pasmem².

Fórmulas matemáticas podem até ganhar jogos e campeonatos, mas números não têm alma e nem coração. Incluam a emoção em suas contas. O futebol agradece.

3 DENTRO

- Cristiano Ronaldo. Mesmo com a derrota por 4 a 3 dentro de casa para o Schalke 04, o Real Madrid conseguiu a classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões. Destaque do jogo mais uma vez foi o atual melhor do mundo. CR7 ainda atingiu duas marcas na partida. Agora é jogador com mais gols em competições europeias (78) e empatou com Messi como maior artilheiro da Liga dos Campeões (76).

- Lebron James. Outro que quebrou recordes esta semana foi o camisa 23 do Cleveland Cavaliers. Na vitória contra o Dallas Mavericks, James se tornou o jogador com o maior número de assistências da história do seu time (4.207).

- Casemiro. O ex-volante são-paulino vai se encontrando na Europa. Após uma passagem discreta pelo Real Madrid, e destaque no Porto. Na vitória do seu time por 4 a o contra o Basel, foi autor de um golaço.

3 FORA

- Santa Cruz. Ricardinho é adepto a estratégia kamikaze. Escala um time ofensivo que não define no ataque e se expõe na defesa. Há sérios riscos do tricolor ficar de fora das copas do Nordeste e do Brasil novamente em 2016.

- Arena Pernambuco. Próxima a completar três anos de funcionamento, ninguém ainda sabe quanto custou a Arena Pernambuco. É um absurdo a falta de transparência para apresentar os gastos com a mais polêmica obra dos últimos tempos em Pernambuco.

- Fórmula 1. Na semana da primeira corrida de 2015, a categoria se vê em meio a várias confusões. O pai do piloto Jules Bianchi faz queixas a FIA por abandonar o seu filho que permanece em coma após acidente no ano passado. E o brasileiro Felipe Nasr corre o risco de não estrear na F1. O holandês Van Der Garde ganhou na justiça australiana o direito de correr na Sauber neste final de semana no lugar de Nasr.

COMENTÁRIOS dos leitores