Simone Bérgamo

Simone Bérgamo

Educação e Família

Perfil: Psicopedagoga e Mestre em Psicologia Social e da Personalidade.

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

A estréia dos pequenos na escola

Simone Bérgamoseg, 04/02/2013 - 10:23

O ingressar na Escola exige abertura para viver novas experiências, pois é um mergulho num mundo novo e desconhecido. Inicialmente a criança sente-se segura, pois está acompanhada por elementos de seu mundo: recreação, brinquedos, músicas e outras crianças.

Mas, é no momento de tornar-se “aluno”, isto é, componente de uma nova comunidade, que a criança revive a crise de adaptar-se ao desconhecido. Isso pode gerar na criança comportamentos de indecisão entre ficar em casa ou ir para a Escola, pois ela percebe que há coisas de que gosta de fazer e só pode fazê-las na Escola.

Essa passagem, essa decisão, esse ganhar um mundo novo, tem como parte os pais, cujo papel é ir caminhando com a criança (durante o período de adaptação) até que chegue o momento de deixá-la sozinha. Esse período vai variar de criança para criança, assim como varia o grau de confiança que os pais depositam na capacidade dela de se libertar e na capacidade da Escola de amá-la e de protegê-la.

Por isso, é importante que os pais façam do regresso da criança ao lar um momento de amor e não um momento de inquisição sobre a Escola, evitando com isso, transmitir-lhe as suas inquietações.

Adaptação é uma questão de tempo e de empenho da escola e dos pais, possibilitando às crianças uma adaptação menos dolorosa. Por isso, 

1 – Não tenha pressa. Não há prazo rígido para a criança se acostumar à nova situação.

2 – Tudo deve ser falado, mesmo que a resposta seja choro.

3 – Na despedida deve haver diálogo e sinceridade.

4 – Não prolongue a despedida, isso só reforça o sentimento da separação.

5 – A confiança dos pais na decisão da escola é fundamental para a adaptação.

6 – Converse com a criança sobre a Escola, mostrando-lhe os seus pontos positivos. 

 Depois dessas dicas, é só comemorar a entrada do seu filho em mais um grupo social. 

COMENTÁRIOS dos leitores